Sporting foi o clube que mais alimentou as selecções jovens nos últimos 10 anos; Defesa do FC Porto associado à Fiorentina; City junta-se ao Liverpool na final; Juventus ganha vantagem

Imagem: FPF
Diferenças quase insignificantes entre os grandes, e sobre o debate que tem sido promovido nos últimos tempos, ninguém duvida da importância que o Sporting teve na formação até 2011, o que se tem vincado é que perdeu essa posição, e de maneira clara, para o Benfica (que é de longe o clube que mete mais jogadores nas selecções jovens na actualidade) nos últimos 4 anos, sendo igualmente ultrapassado pelo FC Porto.

O Sporting foi o clube com mais futebolistas convocados para as selecções portuguesas de escalões de formação entre Julho de 2005 e dezembro de 2015, com 22,3%, à frente de Benfica (21,9%) e FC Porto (18,5%). De acordo com um estudo revelado hoje pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), da autoria do adjunto da selecção de sub-21 Alexandre Silva, os três 'grandes' têm maioria absoluta na cedência de jogadores (63%), de um total de 203 clubes, entre os quais 74 de outros países europeus e um asiático. Na hierarquização, depois dos 'grandes' surge o Vitória de Guimarães (5,7%), o Padroense (4,4%) - praticamente um 'clube satélite' do FC Porto --, o Sporting de Braga (3,7%), o Boavista (2,4%), o Belenenses (1,9%), Académica (1,4%) e Vitória de Setúbal (1,3), sendo que os restantes alinhavam noutros clubes portugueses (4,6%) ou estrangeiros (12%). Neste capítulo, Reino Unido, com 19 jogadores, e França, com 18, foram a principal proveniência de jovens futebolistas, superando Alemanha (12), Itália (9), Espanha (7), Suíça (4), Holanda (3), Bélgica, Turquia e Índia, com um cada. Durante estas dez épocas e meia, o escalão em que se observou uma maior diversidade de proveniências foi o de sub-15, com 102 clubes representados em 41 convocatórias, em contraponto com os sub-17, com 58 emblemas em 100 concentrações. Fonte: Agência Lusa.

Os Viola já parecem ter desistido de Lisandro López (Benfica) - De acordo com a imprensa italiana, a Fiorentina, que há muito pretende um central, está a avaliar a contratação de Diego Reyes, defesa que está emprestado pelo FC Porto à Real Sociedad. Além do mexicano, que depois de uma série de más exibições, com o ingresso do treinador Eusébio nos bascos, nem tem jogado, também Emanuel Mammana, do River, está na lista do conjunto de Paulo Sousa.

Ontem o AC Milan, na outra semi-final, venceu o Alessandria, por 1-0, com uma grande penalidade de Balotelli - A Juventus bateu o Inter, a jogar em casa, por 3-0 na 1.ª mão das meias-finais da Taça de Itália e ganhou uma importante vantagem para o 2.º jogo. Morata bisou (o primeiro de grande penalidade) e Dybala voltou a marcar, num encontro em que Cuadrado, a jogar a ala num sistema de 3 centrais, esteve endiabrado. Do lado do Inter, Murillo acabou expulso por acumulação de amarelos, Miranda não esteve melhor e sofreu imenso perante a dupla de avançados da Vecchia Signora, já Handanovic e Felipe Melo saem com culpas nos golos sofridos.

Citizens chegaram ao 2-1 com um golo irregular, Sterling cruzou quando a bola já estava fora, mas o momento do jogo é quando Pellegrini coloca De Bruyne (que até saiu lesionado) no lugar de Yaya Touré - O Man City, que tinha perdido na 1.ª mão por 2-1, derrotou o Everton (3-1) e juntou-se ao Liverpool na final da Taça da Liga Inglesa. Os Toffees até foram os primeiros a marcar, com Barkley, num belo lance individual, a inaugurar o marcador, mas passado 5 minutos Fernandinho fez o empate. O City carregou, atirou duas vezes ao poste, Aguero ainda falhou um golo cantado, mas o 2-1 não aparecia e o Everton na transição também ia levando perigo, com Deulofeu a falhar na cara de Caballero. Mas a meio da 2.ª parte Pellegini tirou o apagado Yaya para dar lugar a De Bruyne e tudo mudou. Pouco depois o belga, assistido por Sterling (a bola já estava fora quando o extremo cruzou), fez o 2-1, e a seguir cruzou com precisão para a cabeça de Aguero no 3-1. O problema é que já nos descontos lesionou-se no joelho e teve de sair em maca, numa fase em que os Citizens já tinham esgotado as substituições, mesmo assim o resultado não se alterou.

Etiquetas: