Rummenigge admite a criação de um campeonato europeu de clubes dos 'top-5' (equipas portuguesas ficavam de fora)

Que clube seria favorito?

Um sonho antigo de muitos adeptos do futebol, desejosos de ver o que os grandes clubes Europeus fariam em confronto numa prova de regularidade, algo que é bastante distinto a uma competição a eliminar, como são as actuais Champions e Liga Europa (veja-se o caso do Bayern o ano passado, que chegou à eliminatória frente ao Barça com grande parte dos titulares lesionados). Mas a verdade é que há muito tempo que se fala neste projecto, mas a sua concretização parece muito difícil (o formato, clubes participantes e mesmo a coexistência com as outras provas Europeias - se é que não teriam de se extinguir - são uma grande incógnita). 

O presidente Associação Europeia de Clubes admitiu a possibilidade de ser criado um campeonato continental composto pelos maiores clubes das cinco principais Ligas – nas quais não incluiu Portugal -, noticia hoje a comunicação social italiana. “Não podemos excluir que, no futuro, seja criado um campeonato europeu, que integre os maiores clubes de Itália, Alemanha, Inglaterra, Espanha e França, sob a égide da UEFA ou de uma organização privada”, disse o alemão Karl-Heinz Rummenigge, durante um seminário sobre fair-play financeiro, em Milão, na terça-feira. Segundo o patrão do Bayern Munique, tratar-se-á de uma competição composta por cerca de 20 equipas, que poderão disputar alguns jogos na América e na Ásia, tendo o presidente da Juventus, Andrea Agnelli, evocado a questão financeira para justificar a criação da prova, em alternativa à Liga dos Campeões. “A Liga dos Campeões vale 1,5 mil milhões de euros em direitos televisivos, contra quase sete mil milhões na NFL [campeonato de futebol norte-americano]. Ora, os estudos mostram que dos dois mil milhões de adeptos no mundo, 1,6 mil milhões são de futebol e apenas 150 milhões de futebol norte-americano”, observou Agnelli. Fonte: Agência Lusa


Etiquetas: