Real Madrid continua a não aproveitar; Faltou o C ao BB; André Gomes deu espectáculo; Valencia teve maior ascendente

Demasiados pontos perdidos, demasiados erros defensivos. Benítez vai voltar a ter uma semana complicada; Pepe ficou mal na fotografia nos 2 golos; Bale e Benzema marcaram mas desta vez Ronaldo não apareceu; James nem saiu do banco; Che equilibraram sempre o jogo e até tiveram algum ascendente; André Gomes encheu o campo e foi decisivo; Cancelo também realizou uma boa exibição (começou a extremo direito e acabou a lateral esquerdo) e à semelhança do médio português voltou a demonstrar que merece estar no Euro'2016.

Já nem é novidade. O Real Madrid voltou a vacilar e com o empate a 2 frente ao Valencia mais uma vez não aproveitou a escorregadela do Barcelona no dérbi da Catalunha. Os merengues estiveram duas vezes na frente do marcador, mas mais uma vez não fizeram o suficiente para garantir os 3 pontos e estão agora a 4 pontos do líder Atlético de Madrid (e se o Barça ganhar o jogo que tem em atraso ficam a 5 do topo). Quanto ao jogo, o Real entrou melhor, com mais posse, com o Valencia com uma atitude mais expectante. No entanto, apesar do domínio dos primeiros 25 minutos, apenas por uma vez criou perigo, e logo com eficácia total: aos 16’, Benzema passa para Bale, que toca para Ronaldo de calcanhar, com o Português a servir Benzema para um grande golo dos visitantes. A partir da segunda metade do primeiro tempo, o Valência foi crescendo, com André Gomes em destaque (era o dínamo do meio-campo Che) e já depois do médio Português (num remate desviado por Ramos), de Cancelo (num cabeceamento ao lado) e de Abdennour (após grande confusão na área Pepe tira o golo ao Tunisino) terem estado perto do golo, Gomes arranca pela esquerda, ganha metros e é derrubado dentro da área por Pepe, que comete um penalty algo desnecessário. Na transformação, Parejo não desperdiçou e levou o jogo empatado para o descanso. No segundo tempo, o jogo começou repartido, com poucas ocasiões de golo (nos primeiros 20 minutos foi André Gomes, numa bomba que Keylor Navas sacudiu, quem criou mais perigo), até que aos 68’ Kovacic tem uma entrada imprudente sobre João Cancelo e é expulso. Mas apesar da inferioridade numérica, os Blancos chegaram à vantagem aos 81', com Bale a desviar muito bem de cabeça um livre de Kroos (foi o sétimo golo do Galês nos últimos cinco jogos). No entanto a vantagem da turma de Benítez durou pouco, já que um minuto depois De Paul cruza para o segundo poste, onde Rodrigo amortece para que Alcácer, solto de marcação (Pepe ficou a ver), restabeleça o empate. Os instantes finais do desafio foram frenéticos, com Negredo a isolar-se mas a não conseguir bater Keylor e, na resposta, com Bale, após uma magnífica recepção, a atirar por cima, mas o resultado não se alterou.

Etiquetas: , ,