Real de Zidane = 10 golos em 2 jogos; Neville continua sem vencer; Médio brasileiro reforça o Zenit (OFICIAL)

Um Real com Bale (esteve nos 3 primeiros golos e passaram por ele os lances de desequilíbrio) e outro sem o galês; A 1.ª parte foi de alto nível mas o 2.º tempo, fruto da saída do ex-Tottenham, por lesão, ao intervalo (Benzema também se lesionou no principio da 2.ª parte), apresentou um conjunto Blanco sem ideias e com elementos como James (completamente desligado do jogo) a anos luz do que fizeram no passado. Ronaldo bisou (o 1.º foi um golaço de esquerdo) mas foi a unidade da frente que menos acrescentou e ainda se livrou de um vermelho por ter, de maneira infantil, pontapeado, um adversário; Já Carvajal e Isco estão a dar razão a Zizou e somaram excelentes exibições.

Continua o arranque de sonho de Zidane no comando técnico do Real Madrid, com mais uma goleada, desta vez por 5-1 frente ao Sp. Gijón (contra o Deportivo tinha vencido por 5-0). Os merengues tiveram um inicio de jogo impressionante, e aos 18 minutos já venciam, por 4-0, com golos de Bale (de cabeça), Ronaldo (grande pontapé de esquerdo), Benzema (remate acrobático) e novamente CR7 (a encostar um cruzamento de Carvajal), em cima do intervalo Karim (grande assistência de Isco) bisou e deu sequência a uma grande 1.ª parte a nível colectivo, em que a dinâmica ofensivo, a juntar à pressão e eficácia contribuiu para um resultado expressivo. No entanto, no 2.º tempo, quando se esperava o aumentar da goleada, os merengues revelaram-se apáticos - as entradas de Jesé e James pouco acrescentaram - e ainda sofreram defensivamente, com Lópes a reduzir aos 62' e o Gijón a construir mais algumas situações para marcar.

Neville na La Liga até ao momento: quatro empates e duas derrotas - Não está fácil para o Valencia, chegar à Champions já parece ser impossível e mesmo a Liga Europa está complicada. O clube Che agravou a crise ao não ir além de um empate a 2, em casa, frente ao Rayo. Jozabed inaugurou o marcador para os anfitriões, mas no inicio do 2.º tempo, Negredo, quase do meio campo, empatou. No entanto Llorente volgou a colocar o Rayo no frente, e o melhor que o Valencia conseguiu foi empatar, por Alcácer, já em cima dos 90. Cancelo e André Gomes foram titulares no agora 10.º classificado da La Liga, já a 16 pontos da 4.ª posição.

Substituto de Witsel (o belga tem sido apontado a equipas inglesas e italianas)? - À atenção do Benfica, o Zenit, adversário dos encarnados na Liga dos Campeões, contratou Zé Maurício ao Terek Grozny. O médio defensivo brasileiro, de 27 anos, junta-se à equipa de Villas-Boas por empréstimo até final da época. Maurício, que tanto joga a 6 como a 8, está na Rússia desde 2009, e teve sempre o estatuto de indiscutível no Terek. 

Etiquetas: ,