«Queremos contratar um jogador de topo»; Bale brilha na estreia de Zidane (Isco foi titular, James suplente, Ronaldo ficou em branco); Arouca empata em Guimarães depois de estar a perder por 2-0; Paulo Sousa perde terreno

Zidane optou por Pepe, Carvajal e Isco em detrimento de Varane, Danilo e James, mas quem brilhou foi Bale, que está a ganhar cada vez mais protagonismo (10 golos nos últimos 7 jogos, sendo que já só tem menos 2 que Ronaldo no campeonato) e voltou a marcar de cabeça, aspecto em que se tem vindo a destacar. Modric também voltou a realizar uma boa partida, mas o teste, à excepção da opção ao nível dos jogadores, não permitiu ainda verificar o "dedo" de Zizou neste conjunto merengue.

Na estreia de Zinedine Zidane no banco do Real Madrid, os Merengues não tiveram dificuldade para golear o Deportivo da Corunha por 5-0, num encontro que teve em Bale, autor de um hat-trick, em plano de evidência. Os Merengues entraram com vontade de iniciar bem um novo ciclo, com uma pressão um pouco mais agressiva que no passado recente e boa mobilidade dos homens da frente, mas quem esteve mais perto de marcar foi o Depor, com Lucas Perez (excelente avançado) a obrigar Navas a aplicar. Pouco depois, aos 14', o Real abriu mesmo o marcador, com Benzema (em posição legal) a desviar de calcanhar para o fundo da baliza um remate de Sérgio Ramos. Pouco depois, os homens da casa alargaram a vantagem, com Carvajal a chegar à linha de fundo e a colocar a bola na cabeça de Bale, que bateu Lux e fez o 2-0. Até final do primeiro tempo, foi Ronaldo a estar mais perto do golo, primeiro num remate cruzado que passou perto do poste esquerdo e depois com um cabeceamento, após belo passe de Bale, a acertar no ferro. A segunda parte começou praticamente com o terceiro golo do Real: Ronaldo aparece pela direita e serve Bale, que de pé esquerdo não dá hipótese ao guardião dos Galegos, tendo o hat-trick sido confirmado aos 62', com o ex-Tottenham a ganhar a todos nas alturas e a cabecear para o 4-0. A partida entrou depois num ritmo mais lento, com as maiores oportunidades de golo a pertencerem a Ronaldo (os companheiros iam tentando dar-lhe um golo), mas já em cima do fim, num lance de contra-ataque, o Português não consegue finalizar e a bola sobra para Benzema que faz o 5-0 final (igualou Ronaldo com 14 golos na Liga).

Moutinho, Óscar, Banega, Bernardo Silva e Gundogan tem sido apontados à Vecchia Signora - Massimiliano Allegri admitiu hoje que a Juventus pretende contratar um jogador de topo durante o mercado de inverno. «Já conversei com a direcção acerca do nosso plano de transferências. Temos de planear a nossa estratégia. Queremos contratar um jogador de topo para reforçar a equipa. Se a oportunidade surgir, então não vamos deixa-la escapar», afirmou o treinador do campeão italiano, que acrescentou que o jovem Rugani, que não tem tido muitas oportunidades, vai continuar em Turim.

Arouquenses, devido ao jogo da Taça, até pouparam alguns jogadores, mas voltaram a demonstrar que possuem um excelente plantel; Sérgio Conceição, que perdeu a hipótese de chegar aos lugares europeus, vai lamentar a saída de Otávio - O Arouca empatou a 2 em Guimarães no jogo de abertura da 17.ª jornada da I Liga. O Vitória, com golos de Saré e Otávio, chegou ao intervalo em vantagem, mas na 2.ª parte, depois de Otávio, que tinha sido um dos melhores do 1.º tempo, ter saído, o conjunto de Lito Vidigal por intermédio de Roberto e Walter González, conseguiu empatar. Os vimaranenses ainda atiraram ao poste nos descontos, mas o resultado não se alterou.

Paulo Sousa perde a hipótese de colocar pressão no Inter e ficar provisoriamente na liderança, sendo que caso a Juve vença cai para o quarto lugar; Já a Roma está cada vez mais longe do título - A Fiorentina, de Paulo Sousa, foi vergada em casa por 3-1 perante o Lazio, na última jornada da primeira volta da Série A. O treinador Português surpreendeu ao deixar Ilicic no banco e deu-se mal, com Keita Baldé a dar vantagem aos Romanos em cima do intervalo. O resultado não se alterou até ao período de descontos do segundo tempo, altura em que houve uma chuva de golos: aos 90+2' Milinkovic-Savic concluiu um excelente trabalho individual com um remate de pé esquerdo e fez o 2-0, dois minutos depois Roncaglia disparou de fora da área e reduziu para 2-1 (Berisha fica muito mal na fotografia) e logo a seguir Felipe Anderson fechou as contas do encontro. Já no Olímpico, Roma e Milan empataram a 1, num resultado que não serve a nenhum dos conjuntos (para os homens da Capital a luta pelo Scudetto parece cada vez mais difícil - apenas ganharam um jogo dos últimos 5 - e para os Rossoneri a possibilidade  de um terceiro ano consecutivo fora da Europa é cada vez mais real). A Roma entrou melhor e logo aos 4' Rudiger deu a melhor sequência a um livre lateral de Pjanic e abriu o marcador, tendo Kucka feito o empate aos 50'. Nota ainda para a vitória do Carpi sobre a Udinese por 2-1 (Bruno Fernandes jogou 82 minutos). 

Etiquetas: , , , , , , ,