Stephan El Shaarawy na Roma; Óliver apontado ao Dortmund; Boavista afunda Tondela a jogar com 10

Um dos flops da 1.ª metade da época, e desta vez nem se pode refugiar nas lesões. Nos giallorossi, onde deve substituir Gervinho, que está de saída para a China, vai ter duas missões: a de provar que não é uma eterna promessa, ou foi apenas um hype num Milan em que qualquer um podia ser estrela, e de a tentar ressuscitar uma equipa que está a viver uma crise que era impensável no inicio da época. 

Stephan El Shaarawy está de regresso a Itália para representar a AS Roma. O avançado, de 23 anos, que desiludiu no Mónaco, ingressa no clube da capital italiana por empréstimo do Milan a troco de 2 milhões de euros, ficando os giallorossi com uma opção de compra de 13 milhões. Na 1.ª metade a época, o internacional italiano marcou 3 golos em 24 jogos pelo Mónaco, onde foi mais vezes suplente que titular.

Boa opção para o ex-FC Porto? - De acordo com o bem informado Gianluca Di Marzio, Óliver Torres, que já manifestou a sua vontade de deixar o Atlético Madrid neste mercado de Inverno, já tem um acordo para representar o Borussia Dortmund. O médio espanhol, no entanto ainda está a ser cobiçado por outros clubes, como a Roma.

Beirões até foram ligeiramente superiores na 1.ª parte mas nunca demonstraram qualidade para superar um rival que jogou 55 minutos com 10 elementos; Conjunto de Sanchez fez a diferença nas bolas paradas - O Boavista ganhou novo alento na fuga à despromoção ao vencer na casa do Tondela, por 2-1, no jogo que fechou a jornada 19. Num duelo entre os 2 últimos, os axadrezados, que tiveram um forte apoio no Estádio João Cardoso, um pouco contra a corrente do jogo, chegaram à vantagem por intermédio de Iriberri, que na sequência de um canto cabeceou para o 1-0, num lance em que o estreante guardião Zubikarai pareceu lento a reagir. No entanto, os anfitriões não demoraram muito a chegar ao empate, com Nathan a fazer o 1-1 de grande penalidade. Passado 4 minutos, aos 36, Reuben Gabriel deixou o Boavista a jogar com 10 ao ver o 2.º amarelo, mas esse lance até parece ter adormecido a equipa de Petit, que praticamente não voltou a criar perigo para a baliza de Mika até ao intervalo. No 2.º tempo, que ficou marcado por uma interrupção devido ao nevoeiro, o jogo continuou lento, com o Tondela, apesar de Petit ter colocado mais jogadores ofensivos, a não conseguir criar lances ofensivos, sendo que o Boavista acabou por castigar essa dificuldade do último classificado com o 2-1, por intermédio de Idris, que num canto saltou mais alto e bateu Zubikarai. Ainda faltavam 18 minutos para jogar, mas o Boavista, mesmo com 10, e até sem grande dificuldade, conseguiu segurar a vantagem. Com este resultado, o Tondela mantém o estatuto de lanterna vermelha com 9 pontos, já o Boavista, apesar de continuar em penúltimo com 17 pontos, está agora a 1 ponto de Académica e Nacional.

Etiquetas: ,