Djokovic iguala Borg e já só está a 3 de Nadal; Últimas do Mercado

Djoker, algo que já vincamos desde 2011, se continuar a este ritmo vai ser pelo menos considerado um dos 3 melhores de sempre (e Federer que se cuide, já que os seus 17 Grand Slam não parecem ser nesta fase uma marca dificil de superar, apesar do sérvio, por mais que jogue, não ter a empatia, nem o brilhantismo, necessário, que o faça ser eleito o n.º 1 da história); Sendo que neste torneio voltou a dar a ideia, que o sérvio o venceu no dia em que Wawrinka foi derrotado (o suíço parece ser o único que, além do ténis, tem a força mental para derrotar o n.º 1 do Mundo).

Mais do mesmo, Novak Djokovic conquistou o Open da Austrália pela 6.ª vez na carreira, tendo batido na final Andy Murray em apenas 3 sets, 6-1, 7-5 e 7-6 (7-3). O sérvio, que com este triunfo igualou os 11 Grand Slam's de Bjorn Borg - só Roy Emerson (12), Nadal (14), Sampras (14) e Federer (17) tem mais - desde cedo demonstrou que é claramente superior, dominando o 1.º set, e, apesar dos break's e contra break's no final do 2.º, com Murray (que perdeu na final de Melbourne pela 5.ª vez) a vacilar numa fase em que até tinha recuperado, o encontro acabou por não ter grande história. O britânico (que nos últimos 11 encontros só por uma vez derrotou Djokovic) nunca conseguiu igualar o ténis do n.º 1 Mundial, nem fisicamente esteve à altura, e depois de perder o 2.º set deu logo a ideia que o jogo estava resolvido, apesar do britânico ainda ter esboçado uma reacção (entrou logo a perder o jogo de serviço) e de ter levado o jogo ao tie-break no 3.º set, onde cometeu duas duplas-faltas e entregou o título. Para o futuro, agora é dúvida é ver se vai ser já este ano que Djokovic vence em Roland Garros, o único torneio que lhe falta e onde ainda se sente pressionado, apesar de ser igualmente forte em terra batida, já que nos outros e perante 99% dos adversários no circuito Mundial (a excepção é Stan) é notória a sua superioridade. 

Últimas do Mercado:
- Jemerson já é oficialmente reforço do Mónaco. Pelo central, de 23 anos, do Atlético Mineiro, que também estava na mira do FC Porto, os monegascos pagaram 10 ME;
- O Watford anunciou a contratação do médio Mario Suárez à Fiorentina. O espanhol, que desiludiu no conjunto de Paulo Sousa, custou 6 ME;
- O Chelsea emprestou o avançado Patrick Bamford ao Norwich até final da época; 



Etiquetas: , , ,