Sporting empresta Sambinha ao NE Revolution; Benfica esclarece Bernardo Silva

Vai ser curioso perceber qual será a dupla titular na equipa B leonina (Ivanildo vai ganhar minutos e Palmeira tem sido falado), mas esta é uma boa cedência. O central, além de nunca ter demonstrado capacidade para chegar ao plantel principal, já nem sequer tem idade para ser considerado um projecto de futuro, sendo que com esta experiência pode ganhar mercado.

Sambinha foi emprestado pelo Sporting ao New England Revolution, dos EUA, até ao final de 2016. O central, de 23 anos, que esta época realizou 21 jogos pela equipa B dos leões, é o primeiro jogador leonino a rumar à MLS depois da parceria estabelecida entre os 2 clubes em Outubro de 2014.

O Benfica emitiu um comunicado a esclarecer a transferência de Bernardo Silva para o Mónaco, isto após o «Football Leaks» ter revelado que a equipa francesa estava a pagar o passe do jogador à XXXIII Capital Limited. Os encarnados dão conta que esse procedimento ocorreu por terem cedido por antecipação a totalidade dos créditos junto dessa entidade financeira, de maneira a receberem logo os 15,75 ME. Comunicado do Benfica:

«Face ao ruído gerado por precipitação e total desconhecimento de quem tem responsabilidades editoriais em Portugal, mas desconhece em absoluto o funcionamento do sistema financeiro, a Benfica SAD vem esclarecer que os documentos divulgados durante o dia de hoje em relação ao contrato e pagamento do jogador Bernardo Silva são verdadeiros e ilustram apenas uma vulgar operação financeira à semelhança de outras já feitas por esta e muitas outras sociedades desportivas, em Portugal e no estrangeiro.Bastava alguma prudência e uma análise menos tosca dos documentos e ter-se-ia evitado escrever barbaridades como “os milhões de Bernardo Silva não foram para a Luz” e outras semelhantes que encarnam um jornalismo tabloide sem qualquer preocupação com o rigor da informação e, pior, sem o cuidado de sequer tentar um contacto para esclarecimento dos factos. 

Bernardo Silva foi vendido ao AS Monaco Football Club em janeiro de 2015 por 15.750.000 euros, em pagamentos fracionados até junho de 2016. Considerando os prazos de liquidação previstos no contrato de alienação dos direitos do atleta, a Benfica SAD cedeu por antecipação a totalidade dos créditos junto de uma entidade financeira com sede em Londres (XXIII Capital Limited), recebendo, dessa forma e antecipadamente, a totalidade do valor acordado (15.750.000 euros).

Tendo antecipado a totalidade dos créditos e tendo comunicado ao AS Monaco essa mesma cedência de créditos, à medida que se vencem as prestações acordadas, o clube monegasco vai, naturalmente, pagar à XXIII Capital Limited. Trata-se de uma simples operação financeira, que é habitualmente realizada por inúmeros clubes ou sociedades desportivas por toda a Europa que pretendem descontar os valores por receber dos contratos celebrados, no âmbito da política de gestão de tesouraria de qualquer empresa. Lamenta-se o ruído gerado e aconselha-se, de futuro, maior prudência na abordagem de matéria que, pela amostra do que foi publicado, desconhecem em absoluto.»

Etiquetas: ,