FC Porto aposta em José Peseiro

Boa escolha? Não foi a 1.ª opção, Pinto da Costa tentou Marco Silva e Leonardo Jardim, mas por exemplo o madeirense apesar de estar receptivo a aceitar não se conseguiu desvincular do Mónaco. Sérgio Conceição também não se demonstrou disponível para ser alternativa. Mas é uma aposta que reúne quase tudo o que se pedia: experiência, conhecimento do futebol português, passagem por um grande, e provas dadas - apesar de ter o rótulo de pé frio (ficou eternamente marcado pela época no Sporting em 2004-05, apesar de ter apresentado um futebol do melhor que Alvalade viu neste século) todos reconhecem que em termos técnicos e tácticos é dos treinadores lusos mais capacitados, e a sua última passagem por Portugal até foi relativamente positiva ao conseguir quebrar o jejum de títulos do Braga. Contra si tem o facto de não ser uma presença forte, não só no banco (e num grupo com muita vedetas isso pode ser um problema) como até no futebol português, o que lhe pode acrescentar alguma pressão extra por parte dos adeptos.

Ainda não é oficial, mas José Peseiro, que rescindiu contrato com Al-Ahly, do Egipto, onde não foi propriamente feliz, vai ser o sucessor de Lopetegui no comando técnico do FC Porto. O treinador português, que deixou o futebol português na temporada 2012/13, época em que conquistou uma Taça da Liga, ao serviço do Sp. Braga, curiosamente numa final ganha aos portistas, já orientou o Sporting, ao serviço do qual chegou à final da Taça UEFA 2004/05, tendo também por passagens por clubes como Al Hilal (Arábia Saudita), Panathinaikos (Grécia), Rapid Bucareste (Roménia), seleção da Arábia Saudita e Al Wahda (Emirados Árabes Unidos).

Etiquetas: