Terry: «Vai ser a minha última época no Chelsea»; Sp. Braga empata no Bessa; Lewandowski bisa; Alemanha vence Europeu de Andebol

Ainda na época passada foi o melhor central da Premier League, tendo cometido a proeza de ter participado nas 38 jornadas. Mas é natural que os Blues na próxima temporada passem por um processo de renovação, até pela ausência da Champions. Veremos é quem é que vai fazer dupla com Zouma, já que Cahill não tem estado a bom nível.

"Vai ser a minha última época no Chelsea", John Terry depois da vitória dos Blues frente ao MK Dons. Terry, de 35 anos, revelou hoje que vai deixar o Chelsea no final da época depois do clube inglês ter optado por não lhe renovar o contrato. "Não será um conto de fadas. Não me vou retirar no Chelsea. Esta vai ser a minha última época. É claro que queria continuar mas o clube pensou de outra maneira. E tenho a certeza que vão contratar 2 grandes defesas", disse o internacional inglês. O central, que está há 18 anos nos Blues, anunciou ainda que, apesar desta decisão do Chelsea, vai continuar a carreira, mas fora de Inglaterra.

Boavista deixa lugares de descida, apesar de ter os mesmos pontos da Académica (agora 17.ª); Minhotos, que já perceberam que o 4.º lugar é o máximo que podem conseguir, pouparam vários elementos a pensar na partida da Taça de Portugal - Boavista e Sp. Braga não foram além de um nulo, no Bessa. No Braga, destaque para as expulsões de André Pinto (SC Braga) e do treinador Paulo Fonseca, num jogo em que Marafona, Josué e Ringstad foram titulares; Nos axadrezados, Hackman, voltou a destacar-se, desta vez no meio campo, onde já tinha jogado no último jogo frente ao Tondela depois da expulsão de Gabriel.

Lewandowski terá uma palavra a dizer na luta pela Bota de Ouro (já leva 19 golos); Vieirinha fez uma assistência mas o Wolfsburgo está longe do nível da época passada (nem na zona Europeia está) - Nova vitória para o Bayern Munique na Bundesliga, desta feita em casa frente ao Hoffenheim por 2-0. Face às baixas na defesa, Guardiola apostou numa dupla de centrais formada por Badstuber e Kimmich, e  foi um dos suspeitos do costume a resolver: Lewandowski, com um bis (o primeiro golo aos 32' - encostando um cruzamento de Douglas Costa - e o segundo aos 64' - a passe de Lahm), deu a vitória aos locais. Já o Wolsfburgo continua aquém das expectativas, não indo além de um empate caseiro frente ao Colónia. Draxler, a cruzamento de Vieirinha, ainda abriu o marcador aos 67', mas 8 minutos depois Modeste aproveitou a passividade da defesa dos Lobos para fazer o 1-1 final.

Germânicos quebram jejum que durava há 12 anos; Espanhóis perdem 4.ª final - A Alemanha sagrou-se campeã da Europa, vencendo na final a Espanha por esclarecedores 24-17. Os alemães cedo conseguiram uma vantagem confortável, e limitaram-se a gerir, enquanto os espanhóis corriam atrás. Os seis golos da Espanha ao intervalo são demonstrativos das dificuldades no ataque e da grande exibição (mais uma) do guardião Andreas Wolff. A Alemanha volta assim aos grandes resultados (fruto de uma renovação, e de ter um campeonato competitivo) após um período menos bom, que culminou com a ausência do Euro 2014, sendo que a participação no Mundial de 2015 também foi conseguida através de um wild car. A Croácia arrecadou a medalha de bronze, depois de bater a Noruega por 31-24.


Etiquetas: ,