Guarda-redes português no Panetolikos; Guardiola assume a Premier League

Era praticamente um dado adquirido, mas agora passa a ser uma certeza. Guardiola deseja ir para Inglaterra e, se for verdade que não tem acordo com nenhum clube, iremos assistir, nos próximos meses, a uma luta entre United, City e Chelsea para seduzir o Catalão, sobretudo com promessas de "prendas" para reforçar os respectivos plantéis. Por outro lado, Pep volta a repetir a promessa (já feita quando saiu do Barça) de não "pescar" no clube que abandona (quando abandonou Camp Nou levou Thiago mas num contexto particular, já que como o jovem estava tapado por Xavi, Iniesta ou Cesc, não foi uma contratação "agressiva).

Pep Guardiola abordou pela primeira vez a sua saída do Bayern Munique. Os Bávaros regressaram hoje ao trabalho, após as Férias de Natal e Ano Novo, e o ainda treinador, em conferência de imprensa, disse que precisa de "um novo desafio", afirmando que treinar o Bayern "era um sonho, é um sonho" e que está "muito grato" pela chance de que dispôs. Sobre os meses que ainda tem à frente  da equipa, apontou que "vencer a Liga dos Campeões faria com que a minha passagem aqui ficasse completa", assegurando que "dou o meu melhor por estes jogadores e farei isso até ao final." Quanto ao futuro, o Espanhol assumiu querer treinar na Premier League - "quero ter a experiência das emoções e dos estádios ingleses. Tenho 44 anos e é o momento certo para ir". Sobre o seu próximo clube, Guardiola declarou "ter várias propostas de Inglaterra, mas não assinei por ninguém ainda, nada está definido". Finalmente, Pep diz ter deixado várias amizades no clube, garantiu que não levará consigo nenhum jogador do clube e desejou boa sorte ao seu sucessor, Carlo Ancelotti, que apelidou de "escolha perfeita".

Vai ter a concorrência de Dimitrios Kiriakidis e Manolis Stefanakos - Cristiano, guarda-redes de 25 anos que rescindiu recentemente o contrato que o ligava ao Sp. Braga, vinculou-se ao Panetolikos, da Grécia. O irmão de Tobias Figueiredo já passou pela Académica e Valencia.

Etiquetas: