Fora do Radar: Rubens Sambueza

O futebol não acontece só na Premier League e na La Liga, não passa só por Old Trafford e Camp Nou. Fora do Radar é uma rubrica com o objectivo de dar a conhecer jogadores do futebol mundial, independentemente da idade, que passam despercebidos ao adepto comum.

Fora da Europa, não há campeonato como o mexicano. A imprevisibilidade e a qualidade dos espectáculos é capaz de fazer vibrar qualquer adepto e, mesmo não sendo uma liga que prima pela disciplina táctica, os jogos permitem ver equipas que actuam de forma diferente daquelas que estamos habituados a ver no futebol europeu. O interesse do campeonato também passa pelo talento que a maior parte das equipas tem à disposição. O Tigres, campeão do torneio Apertura após uma final épica contra o Pumas, é, actualmente, o conjunto com o plantel mais impressionante, mas há vários emblemas recheados de bons jogadores. O América, histórico do país, não se pode queixar. Do meio campo para a frente, conta com artistas como Benedetto, Quintero e Rubens Sambueza, que, por esta altura, é um dos craques do campeonato. Formado no River Plate, clube pelo qual se estreou como sénior e onde ficou quatro temporadas (com pouca utilização), o argentino impressiona pela qualidade do seu pé esquerdo e é uma das figuras da Liga MX. Com passagens pelo Pumas e pelo Flamengo, só no Estudiantes Tecos conseguiu mostrar alguma consistência exibicional, que cativou o interesse do América. Aos 32 anos, vai brilhando mais do que nunca, mas já é tarde de mais para apagar a convicção de que poderia ter chegado a outro patamar. O médio foi um dos destaques do Apertura, sendo um dos principais responsáveis pela chegada às meias-finais, e deu continuidade neste início de Clausura. Contudo, poderá ter visto o seu momento de forma travado por uma entrada bárbara no último encontro, em que foi o melhor em campo. Não é a primeira vez que causa raiva a um adversário a este ponto, devido a um estilo de jogo provocador, às vezes de rua, que também joga para os adeptos. Trata-se de um jogador altamente entusiasmante, com uma qualidade técnica fantástica e muita capacidade no 1x1. Actuando como médio interior, Sambueza não se limita a criar desequilíbrios de forma individual e destaca-se pela visão de jogo e qualidade no passe. Apesar de ser um jogador de pendor ofensivo, tendo muita facilidade de chegar a zonas de finalização e fazer uso do seu forte remate, apresenta alguma intensidade defensiva, embora não seja propriamente um elemento muito fiável a nível táctico. Talvez passe por aí a explicação para que o argentino nunca tenha chegado ao futebol europeu. O que é certo é que este "louco", no bom sentido, não tem razões para sair de uma liga proveitosa do ponto de vista financeiro e em que é um dos melhores jogadores. 

Etiquetas: