«Em vez de criar uma boa relação com Ronaldo, optou por juntar-se a Bale»; Bournemouth devolve ex-FC Porto; Handanovic renova

Em colossos como o Real Madrid, recheado de estrelas, a relação com os jogadores é mais importante que a competência técnico-táctica? A verdade é que basta olhar para o caso de Luis Enrique, que a época passada ganhou tudo mas enquanto não encontrou um equilíbrio na relação com os "pesos pesados" do balneário não teve vida fácil, e isto em clubes deste calibre não significa só falta de rendimento desportivo, mas também um clima entre a imprensa que estes craques, com a sua influência, facilmente alastram (ninguém duvida que Benítez vinha há algum tempo a ser "Minado" pelo balneário).

Se o tema é Benítez e Zidane, Materazzi tem de ser ouvido. Em entrevista à Gazzetta dello Sport o ex-central do Inter não se demonstrou surpreendido com a saída de Rafa do Real Madrid, e disse que só não acertou nos dias. O antigo internacional italiano destaca a falta de empatia com os jogadores como uma das causas para o despedimento do ex-Nápoles, e também não se demonstra surpreendido com a aposta em Zidane. "Havia previsto [a saída de Benítez], apenas me enganei por alguns dias. Podes ser o melhor do mundo, mas não vais longe se não existe empatia com os jogadores, se não tens uma relação com os que têm personalidade forte e se aqueles que não jogam não estão contigo. São esses que te ajudam nos momentos difíceis", começou por dizer, antes de vincar que o agora ex-treinador do Real vai continuar a ter dificuldades no futuro. "Sempre teve essas dificuldades. Quando chegou a Madrid em vez de criar uma boa relação com Ronaldo junta-se a Bale, um filme que eu já vira. No primeiro dia no Inter havia quatro jogadores: falou com Zanetti, Cambiasso e Cordoba e nem disse uma palavra a Chivu. O idioma foi uma desculpa esfarrapada". O antigo central, que ao seu estilo vincou ainda que já esperava a aposta em Zizou. "Ou regressava Ancelotti ou tocava a vez de Zidane. Não havia outra opção. Zidane tem a vantagem de poder contar com a sua personalidade e de conhecer o balneário. Mas, não será fácil. Aos grandes ex-jogadores exige-se resultados ao cabo de dois, três jogos. De todas as formas, não estou a ser irónico quando desejo boa sorte a ele e a Santiago Solari".

Boa opção para as equipas nacionais? - Christian Atsu, extremo que passou pelo FC Porto, foi devolvido pelo Bournemouth ao Chelsea. O ganês, que estava nos Cherries por empréstimo do campeão inglês, só realizou 2 jogos esta época.

Era o melhor guarda-redes entre os que terminavam contrato no próximo Verão - Samir Handanovic prolongou o contrato que o liga ao Inter até 2019. O guarda-redes esloveno, que era um jogador livre a partir de Julho, vai passar a auferir 2,5 milhões de euros por época.

Etiquetas: ,