Super-Mahrez isola o Leicester; Man Utd escorrega; Arsenal volta às vitórias; Florentino e Benítez foram assobiados mas Real resolveu em 38 minutos (Benzema bisou, Ronaldo também facturou)

Imagem: Daily Mail
Mahrez, que tem sido o melhor médio ofensivo/extremo da Premier League, e aquele que mais tem desequilibrado, continua a fazer a diferença e a ganhar mercado; Gunners sofreram (o Sunderland teve uma excelente oportunidade para empatar em cima dos 90) mas já estão em 2.º; Já Man Utd (que voltou a demonstrar a falta de "poder de fogo" e não se pode queixar da sorte... levou duas bolas nos postes) e Tottenham não aproveitaram o deslize do City. 

Vardy interrompeu a sequência, mas Mahrez, que até tem sido a principal estrela dos Foxes, resolveu. O argelino fez um hattrick na vitória do Leicester no terreno do Swansea (3-0), resultado que volta a isolar o conjunto de Ranieri no topo da Premier League. Os Foxes tem agora mais 2 pontos que o Arsenal e 3 que City e Man Utd. Os Gunners, que vinham de uma série de maus resultados, bateram o Sunderland, por 3-1. Campbell (assistência de Ozil inaugurou o marcador, Giroud na própria baliza empatou mas depois redimiu-se ao fazer o 2-1, já nos descontos, depois de vam Aanholt ter desperdiçado o 2-1, Ramsey permitiu a Wenger festejar. Quem não sorriu foi Van Gaal, que viu o seu Man Utd a não ir além do nulo frente ao West Ham. Os visitantes atiraram duas vezes ao poste, na 2.ª parte os Red Devils melhoraram mas praticamente não tiveram oportunidades. Quem também empatou foi o Tottenham (podia ter ficado a 1 ponto do City), que não passou do 1-1 diante do WBA. Alli inaugurou o marcador mas McClean empatou para os da casa. Quem continua a fazer um campeonato tranquilo é o Watford, que superou o Norwich com golos de Deeney e Ighalo. Já o Aston Villa ganhou algum ânimo ao empatar a 1 na casa do Southampton.

Boa dinâmica dos blancos na 1.ª parte mas o clima no Bernabéu está longe de ser o melhor; O público castigo Florentino, Benitez e até a equipa pela apatia no 2.º tempo; A nível individual, Ronaldo marcou e assistiu; Benzema bisou, Pepe, qual Maicon, fez uma bela assistência - O Real Madrid cumpriu a sua obrigação e bateu o Getafe por 4-1, num resultado construído pelos Merengues no primeiro tempo e que permite colocar alguma pressão sobre o Atlético de Madrid e o Barcelona. Com um Bernabéu ainda a sentir o episódio de Cádiz (voltaram a ser escutados gritos contra Florentino e Benítez foi assobiado antes de começar o jogo), Lucas Vazquez foi a surpresa no 11 como lateral direito e foi numa jogada entre o canterano e Pepe, logo aos 4 minutos, que o internacional português chegou à linha de fundo e cruzou para que Benzema abrisse o marcador. Os visitantes apresentaram-se com um rival muito débil, com pouca pressão e péssima organização defensiva, e sofreram o segundo aos 16’, com Benzema a ter todo o tempo do mundo para finalizar dentro da área, de pé esquerdo. O marcador ia-se avolumando e aos 35’ Cristiano Ronaldo deixa a bola de cabeça para Bale marcar o terceiro, e 3 minutos depois, numa rápida transição, Kroos isola o Bola de Ouro e este faz o quarto. Na segunda parte, o ritmo caiu, os Merengues não forçaram em busca de mais golos (o que gerou alguns assobios do público) e os visitantes aproveitaram para reduzir, num golpe de cabeça de Alexis após canto da direita.

Etiquetas: ,