«Ser orientado por Mourinho é muito desgastante»; Zenit empresta avançado

Imagem: Marca
O português, pela maneira como trabalha o psicológico, não tem perfil para estar mais do que 2 anos à frente de uma equipa?

A saída de Mourinho do Chelsea é o tema do momento. Uns compreendem, outros criticam, a única certeza é que o português perdeu o balneário, algo que foi confirmado pelo próprio director desportivo dos Blubes, Michael Emenalo. Ora, de acordo com Demba Ba esta situação pode explicar-se pelos métodos de trabalho de Mou. "Já o vivi no passado. É cansativo, muito desgastante, porque ele exige muito. Ele quer sempre que os jogadores joguem nos limites", disse o avançado que coincidiu 18 meses com Mou nos Blues. Para Ba, outro problema está na falta de confiança. "Ele [Mourinho] não é alguém que transmite confiança aos jogadores - ele está lá para extrair o máximo deles, mas se um jogador não está confiante ele não vai puxar por ti. Ele vira-se logo para alguém que esteja melhor. Cabe-te a ti, sozinho, recuperar a confiança que perdeste junto dele", disse o jogador do Shanghai Greenland. O senegalês, na entrevista à RMC, revelou ainda que Mourinho não lida bem com as derrotas. "Quando perde parece que o mundo vai acabar. O ambiente fica tenso, por isso acredito que o balneário esteja tenso há muitos meses". 

É uma das principais referências neste século do clube de São Petersburgo e da selecção russa mas esta época ainda nem tinha sido utilizado - O Zenit, adversário do Benfica na Liga dos Campeões, emprestou o veterano Aleksandr Kerzhakov ao Zurique, da Suíça. O avançado, de 33 anos, afirmou que teve várias ofertas mas que no emblema helvético sente que pode cumprir o desejo de regressar à selecção.

Etiquetas: ,