Rumo à Bola de Ouro'2015

Desde que Ronaldo e Messi se erigiram como os melhores da sua geração, dividindo entre si a maioria dos galardões individuais, a “rivalidade” entre ambos transfigurou a forma como futebolistas, adeptos e o universo do futebol em geral encaram a Bola de Ouro. Nesse sentido, o Visão de Mercado irá mensalmente (com 2 top's extra no meio e final do Ano, com pontuações a dobrar) indicar num ranking aqueles que mais fizeram para conseguir o prémio de melhor jogador do Mundo de 2015 com critérios bem ponderados, ilustrando uma espécie de corrida entre as várias estrelas do futebol mundial. A ideia passa por atribuir uma pontuação aos jogadores que mais se destacaram nesse mês para que no final deste ano civil seja possível, de uma maneira justa, eleger aqueles que foram verdadeiramente os melhores.

Um mês com menos destaques individuais do que é costume, mas tendo em conta a maneira como o individual contribuiu para o sucesso coletivo, este é o "Rumo à Bola de Ouro'2015" de Outubro:

1.º Neymar Jr. - O melhor jogador da corrente época. "Reymar" é fenomenal em tudo o que faz, marca, assiste e desequilibra como ninguém. Em novembro adicionou mais 7 golos e 3 assistências aos seus registos, tendo sido o principal "culpado" pelo mês 100% vitorioso do Barcelona, com direito a uma exibição de alto nível na goleada ao Real.
2.º Luis Suárez - Tem a seu lado o melhor jogador do Mundo e aquele que está em melhor forma, e, talvez por isso, não receba o mérito que devia. Mas não se pode ignorar o contributo do uruguaio, que não para de marcar, tendo feito mais 7 golos e 3 assistências em Novembro. O ex-Liverpool é mesmo o jogador com mais golos em 2015-16 do quarteto Suárez, Messi, Ronaldo e Neymar.
3.º Zlatan Ibrahimović - Aos 34 anos continua a ser um dos melhores do Mundo e parece estar na melhor fase da época, principalmente a nível interno onde leva 10 golos e 5 passes para golo em apenas 10 encontros. Nos 30 dias do mês voltou a fazer o gosto ao pé por 7 vezes, tendo acrescentado duas assistências e qualificado a sua Suécia para o Campeonato da Europa de 2016 (marcou 3 golos no Play-Off).
4.º Thomas Müller - O seu único desaire acontece num dos dias mais trágicos dos últimos anos, aquando da derrota da Alemanha em casa da França. À parte disso, soma por vitórias todos os encontros em que participou, tendo, num mês mais calmo de Lewandowski, marcado por 6 vezes (acrescentou ainda duas assistências).
5.º Gonzalo Higuaín - Pipita está bem e recomenda-se. Colocou o Nápoles no topo do Calcio e tem marcado em praticamente todos os encontros. Ficou apenas em branco no nulo em Génova, mas faturou frente a Udinese e Verona, tendo feito ainda os dois golos da vitória frente ao Inter.
6.º Pierre-Emerick Aubameyang - Mais 5 golos para a conta do gabonês em novembro. Sai penalizado pela derrota em casa do "renascido" Hamburgo (contra o Krasnodar foi poupado), mas terminou o mês em excelente estilo com um bis portentoso (boas execuções) nos 4-1 ao Estugarda.
7.º Andrés Iniesta - Só pelo que fez no 'El Clásico', já merecia o destaque. Um jogo excepcional de um dos maiores artistas na história do futebol. Mas o médio não se restringiu à partida com o Real, sem Messi foi ele o 3.º pilar dos catalães nas últimas semanas.
8.º Sergio Busquets - O melhor "6" de há muito tempo. Sempre pronto a dar uma linha de passe, sempre disposto a encarar o jogo de frente (leitura obrigatória!), Busquets encanta em todos os metros quadrados que pisa. Realizou 6 jogos (6 vitórias, sem surpresa), assistiu contra o Villarreal, e reforçou a ideia que este Barcelona com os 3 melhores jogadores da atualidade, o melhor médio defensivo e central e lateral top-3, dificilmente pode ser parado (nesta altura apenas o melhor treinador do Mundo dá mostras de poder acompanhar).
9.º Aritz Aduriz - Velhos são os trapos e Aduriz é neste momento o jogador com mais golos por equipas espanholas esta época. Ao todo são 20 que já leva o basco sendo que apontou 6 golos e ofereceu 3 nos 6 jogos (5 vitórias e uma derrota) que realizou neste espaço de tempo.
10.º Romelu Lukaku - O melhor jogador da Premier League durante o décimo primeiro mês do ano. O belga marcou e deu 2 a marcar frente ao Sunderland, faturou frente ao West Ham, bisou contra o Aston Villa e voltou a picar o ponto no jogo louco em casa do Bournemouth. Na seleção não foi tão influente, mas saiu com a vitória do amigável frente à Itália. Feitas as contas, 5 golos e 2 assistências, com um registo coletivo de 3 vitórias e 2 empates.



Etiquetas: