Nélson Semedo passa a ter cláusula de 60 ME, Renato Sanches de 80 milhões

Rui Vitória vai ficar sempre com esta bandeira, independentemente dos resultados desportivos o mérito de ter dado mais 2 titulares às águias e logo elementos da formação (ou que estavam na B) é seu. Hoje já não se fala da necessidade do campeão nacional em contratar um lateral direito e um N.º 8, e se a época correr mal é normal que RV se agarre a este argumento para defender a sua posição, ainda para mais quando estas apostas, principalmente no caso de Semedo, foram naturais, já que havia alternativas para os lugares. Quanto aos 2 jogadores, e a questão das cláusulas é um "não assunto", seja em que clube for (se os atletas fazem bem em aceitar já é outra conversa, agora para as equipas esta estratégia é espectacular), a dúvida é perceber como será a evolução, é que vai chegar uma fase em que os erros não vão ser atenuados por serem jovens e aí é que dará para ver a que patamar pertencem. Pela amostra parece óbvio que tem tudo para fazer nome na Luz e na selecção.

Nélson Semedo e Renato Sanches renovaram contrato com o Sport Lisboa e Benfica até 2021. Na realidade nem se trata de um aumento da ligação contratual já que as duas jovens promessas já tinham prolongado o vínculo no último Verão até 2021, tendo na altura juntado a isso uma cláusula de 45 milhões de euros, mas sim de um prémio pelo rendimento apresentado esta época, com a diferença que agora o lateral direito fica protegido por uma cláusula de 60 ME, enquanto que o médio aumenta a cláusula para os 80 Milhões de euros.

Etiquetas: