Jogo de Loucos em Guimarães; Rio Ave junta-se ao Sp. Braga; Paços de Ferreira esmaga o União (6-0)

Imagem: Agência Lusa
Que tarde na I Liga, com 17 golos em apenas 3 jogos. O Paços humilhou o União por uns incríveis 6-0, o Rio Ave regressou às vitórias (3-1 ao Arouca) e subiu ao 4.º lugar, mas o melhor estava reservado para Guimarães.

O Marítimo levou de vencida o Vit. Guimarães, por 4-3, numa partida de loucos. Os insulares estiveram a vencer por 3-1, permitiram a recuperação mas no último minuto seguraram os 3 pontos. Resultado que deve dar mais margem a Ivo Vieira. Num grande jogo de futebol, em parte proporcionado por erros de ambas as equipas, o conjunto de Sérgio Conceição entrou melhor na partida, teve um maior número de oportunidades (numa delas, ainda com 0-0, pediu-se golo, mas o auxiliar considerou que a bola não ultrapassou a linha de baliza na totalidade), mas acabou por sucumbir perante os erros defensivos e a frieza e eficácia do Marítimo nas transições rápidas. Por outro lado, a equipa insular, que também revela muitos problemas na transição defensiva, acabou por ser feliz na recta final do encontro, obtendo uma vitória muito importante depois da contestação dos últimos tempos. Alex Soares inaugurou o marcador aos 16', Valente empatou aos 39' mas Marega colocou novamente os visitantes em cima do intervalo. Logo a abrir o 2.º tempo Edgar Costa fez o 3-1, mas Cafu reduziu passado 4 minutos e Otávio empatou aos 72. No entanto, Fransérgio nos 90 deu os 3 pontos aos insulares. Num duelo igualmente marcado pelas expulsões de Salin, numa falta inexistente que originou o 3-3, e de Henrique Dourado, esta de forma infantil numa altura em que os vimaranenses poderiam partir, contra 10, para o triunfo. Destaque, na equipa da casa, para as exibições de Cafú (força, qualidade no transporte e um golaço) e Otávio (tem subido de rendimento nos últimos jogos, acrescentando a sua técnica e visão). Já a defesa acumulou muitos erros de posicionamento, Saré falhou muitos passes, Licá, apesar de ter sacado uma grande penalidade, continua a acrescentar pouco, Henrique entregou o jogo e Valente foi muito perdulário. Por outro lado, Marega foi um quebra-cabeças constante para a defesa adversária, Alex Soares também realizou uma exibição muito competente, Edgar Costa marcou um golão e Dyego Souza revelou a habitual qualidade na gestão da posse de bola.

Nos outros jogos desta 13.ª jornada, o Rio Ave regressou às vitórias, após três derrotas seguidas, ao vencer em casa o Arouca, por 3-1. Gegé esteve em destaque pela negativa na 1.ª parte, ao marcar um auto-golo no 1.º minuto e ao ser expulso à meia-hora. Na 2.ª parte Marcelo fez o 2-0, Velázquez ainda reduziu, mas João Novais segurou os 3 pontos. Com este triunfo, o Rio Ave igualou provisoriamente o Sporting de Braga no quarto lugar, com 21 pontos. Quem também venceu, e de maneira expressiva, foi o Paços de Ferreira, que esmagou o União da Madeira (6-0). Romeu, Bruno Moreira (bis), Andrezinho, Cristian e Diogo Jota ficaram na história o triunfo mais volumoso dos pacenses no campeonato.

Etiquetas: