Achas que sabes dançar?

Que confrontos anseia ver nos playoffs?

Na terra onde os Reality Shows são parte integrante do quotidiano e da própria cultura, assistimos na semana 15 a um “crossover” entre a NFL e reconhecido programa “Achas que sabes dançar”. A plateia estava em fervorosa à espera de saber qual seria o vencedor do duelo final, e a América colava ao televisor. O género musical escolhido foi o Dab e os finalistas davam pelo nome de Odell Beckham Junior e Cam Newton. Como qualquer história para as massas, esta teve também a sua moral, que neste caso podemos dizer que foi, quem dança por último, dança melhor…

NY Giants 35 – 38 Carolina Panthers
No grande jogo da ronda os Panthers tinham o seu último grande teste para manter a invencibilidade, enquanto os Giants jogavam as fichas todas para garantirem um lugar nos playoffs. Na Grande Maçã, os adeptos compareceram em peso porque sentiram a importância do jogo, mas aquilo que viram nos primeiros 3 quartos do jogo, foi um absoluto domínio por parte dos homens de Carolina. Se dúvidas ainda existissem, Cam Newton deu a estocada final nos cépticos que teimavam em considerar que ele não é o MVP do ano. Enquanto os Giants discutiam e assistiam quase impávidos, os Panthers iam jogando e Cam ia distribuindo touchdowns por toda a sua linha ofensiva, Ted Ginn, Greg Olsen, Devin Funchess… e quantos mais houvessem, maior seria a tareia e maior seria a demonstração de poder por parte de Cam. Além disso, a estrela maior de NY, o excêntrico WR Odell Beckham Jr., ia descarregando a sua frustração no CB de Carolina o intratável Josh Norman. Norman eclipsou Beckham Jr durante quase todo o jogo (lição muito bem estudada por Rivera) e esse combate fez faísca. No final do 3.º período, o resultado marcava 14-35… 21 pontos de diferença. Jogo terminado? Longe disso… Isto é a NFL! No último período os Giants voltam a fazer o que fazem melhor, que é dar a volta a situações que são aparentemente impossíveis de resolver (o grande mal dos Giants é terminar aquilo que aparentemente é fácil…). Eli Manning pôs a equipa a marcar pelo ar e pelo chão e numa dessas drives a bola chegou a Odell que marcou o seu TD, e provocatoriamente fez a sua Dab Dance. O público delirava! Os Giants tinham recuperado de uma desvantagem imensa, contra a melhor equipa da NFL. Mas a dois minutos do fim, Cam Newton disse presente, e arrancou uma daquelas drives de fazer corar de inveja qualquer QB do Hall of Fame, deixando a bola nas 43 jardas para o seu kicker Graham Gano marcar os 3 pontos decisivos. NY perdeu a luz, e está em dificuldades, e quem para estes Panthers? Que jogão!

Buffalo Bills 25 – 35 Washington Redskins
Quem capitalizou a derrota dos Giants (e já agora dos Eagles) foram os Redskins. A jogar em casa os índios estão como peixe na água, e quem duvidou deles no início da época deve estar agora bem arrependido. Cousins não é um QB de eleição, aliás os Redskins não têm nenhum jogador que entre directo no top 10 em nenhuma posição. Mas Jay Gruden pôs os Redskins a pensar como uma equipa e a jogar como uma equipa, e assim vão escondendo as fragilidades que têm, e aumentando as suas possibilidades de fazer frente a todos. Cousins e De Sean Jackson têm revelado uma química fantástica, e esta parceria tem carregado os índios para a frente. Do outro lado, nem o running game competente dos Bills, nem a ameaça Sammy Watkins foi suficiente para parar a equipa da casa. Kirk “Captain” Cousins acabou o jogo como herói, com 4 passes e um running TD só às suas custas e os Redskins disseram presente e vão a Philadelphia para matar a divisão e garantir os playoffs. E já se fala na troca das duas grandes estrelas da equipa RGIII e Alfred Morris, para reforçar a estrela actual, o colectivo (o destino dos dois jogadores deverá ser o Texas, via Houston ou Dallas, ou o próprio adversário da próxima semana, os Eagles)

Indianapolis Colts 10-16 Houston Texans
No duelo pela liderança da divisão e consequente lugar no playoff, os Texans foram a Indianapolis vencer os Colts pela primeira vez na sua história. Como se previa, o jogo seria mais luta do que propriamente bem jogado, e aí a defesa dos Texans fez a diferença. O jogo foi tão mau, que naquela que já era uma batalha de QB´s suplentes (sem Luck nem Hoyer jogaram Hasselbeck e Yates), passou rapidamente a ser o jogo das terceiras opções de QB. Hasselbeck esteve tão mal perante a dominadora defesa dos Texans, que Chuck Pagano não teve outra alternativa senão pôr o 3º QB da hierarquia Charlie Whitehurst, enquanto nos texanos Brandon Weeden que ainda há pouco era um free agente, entrou para dar aos homens de Houston a vantagem decisiva no jogo, com um passe para o TD de Jaelen Strong. Com isto, os Texans estão um passo à frente para garantir o playoff, enquanto os super favoritos Colts (que volto a repetir a ideia que sem Andrew Luck são das piores equipas da NFL) devem ter perdido as esperanças.

Nos outros jogos:
Em outro encontro espetacular os Pittsburgh Steelers mantiveram a sua candidatura e com estrondo, dando uma lição de como furar aquela que é provavelmente a melhor defesa da NFL, a dos Denver Broncos. O jogo até começou bem para os Broncos, que com a sua solidez defensiva, e com a dupla Osweiler – Demaryius Thomas a funcionar, cedo se adiantou no marcador. Mas na segunda metade, o velhinho BIg Ben não deixou os seus créditos por mãos alheias e quem tem uma arma ofensiva como Antonio Brown só pode dar-se por satisfeito. Os dois deram um recital na segunda metade e os Steelers venceram por 34-27.

Quem continua implacável são os Cardinals que foram a Philadelphia deixar os Eagles em maus lençóis na sua divisão. Os homens de Arizona não precisaram do seu líder espiritual Carson Palmer, e quem fez a festa foi o rookie RB David Johnson que marcou 3 TD´s. Do lado dos Eagles, Chip Kelly vai apostar tudo no jogo desta semana frente aos Redskins. 40-17 para os Cards.

Os Patriots venceram em casa os Titans por 33-16 num jogo e que Marcus Mariotta e Danny Amendola saíram mais cedo. Zach Mettenberger entrou para QB em Tenessee e foi a tempo de lançar dois passes pata TD do fortíssimo Delaney Walker, mas teve também dois passes interceptados. Brady também teve 2 passes para TD, mas como é hábito 0 INTs. Gronk e James White agradeceram.

Vida mais difícil tiveram os Packers que venceram em Oakland os Raiders por 30-20 e garantiram o seu lugar no playoff. Num jogo muito especulativo por parte dos homens de Green Bay, os erros de Derek Carr custaram caro e os Packers aproveitaram. Ainda assim, Carr teve 2 ligações com Amari Cooper para 2 scores, enquanto Aaron Rodgers esteve tal como toda a linha ofensiva, bastante mais discreto e em modo gestão.

Os Seahawks também garantiram a vaga depois de uma recuperação fantástica na época. Os Browns não representaram qualquer ameaça, e Russell Wilson bateu mais um recorde. 5 jogos consecutivos com 3 ou mais passes pata TD e 0 INT´s!!! Notável! Além disso Wilson decidiu dar a conhecer dois novos receivers ao mundo: Doug Baldwin e Tyler Lockett não param de marcar. Encontro marcado com os Packers no playoff?

Os Vikings e os Chiefs continuam na perseguição. Os Vikings venceream os Bears em casa por 38-17, enquanto os Chiefs foram bater um pouco mais nos debilitados Ravens vencendo por 34-14. No Caso de Kansas City, mais um recorde a apontar, primeira equipa da NFL a vencer 8 jogos seguidos depois de perder 5 e destaque para um dos rookies sensação, Marcus Peters, não só defende e bem como já marca também.

Quem também voltou a vencer foram os Jets em Dallas por 19-16, os Rams venceram os Bucs por 31-23, enquanto numa das meia surpresas da semana, os Falcons voltaram às vitórias frente aos Jaguars por 23-17.

Vitórias também para Chargers, Bengals e Lions nos seus encontros frente aos Dolphins, 49’ers e Saints respectivamente.

Jogos a seguir na Semana 16:
Arizona Cardinals vs Green Bay Packers - Duas equipas já confirmadas no playoff, duas das melhores equipas da NFL, num confronto para tirar teimas. São de facto os Cardinals um candidato sério ao SuperBowl? Ou estão mesmo os Packers em sub rendimento?
Denver Broncos vs Cincinatti Bengals - Uma das melhores defesas contra um dos melhores ataques. Isto por si só é ingrediente para justificar o interesse. Como se não bastasse, ambas as equipas têm os seus lugares perfeitamente garantidos e vão jogar para o espetáculo.
Philadelphia Eagles vs Washington Redskins + Minesotta Vikings vs NY Giants -  Aqui não fica um mas mais dois jogos. É a discussão da da NFC East em modo “countdown”.

Visão do Leitor (perceba melhor como pode colaborar com o VM aqui!): Flávio Trindade

Etiquetas: