Mourinho rejeita Roma; Defesa do Paços tinha esperança de ser chamado à selecção; Arouca goleia, Vitória triunfa no Estoril; Marco Silva faz 15 em 15; Nélson Oliveira marca; Mónaco (novamente com Bernardo a suplente) tropeça

Por onde passa o futuro do Special One? O Man Utd nesta fase parece ser o destino mais provável, resta saber se o português vai querer comandar um elenco que nesta fase não permite conquistar títulos.

José Mourinho está "à solta", como referiu a imprensa espanhola, desde quinta-feira, depois de ter sido despedido pelo Chelsea e ao que parece já recebeu a primeira proposta para abraçar um novo projecto. De acordo com a Sky, um emissário da AS Roma, equipa que está há 7 jogos sem vencer, esteve este sábado, em Londres, com um representante de Mourinho, apresentando-lhe uma proposta concreta de trabalho para substituir, com efeito imediato, o técnico Rudi Garcia. No entanto, o treinador português rejeitou assinar pelo clube romano.

Fabiano Soares pode ser o próximo a levar com o "chicote" (não vence há 8 jogos para a Liga); Ivo Vieira volta a ficar numa situação complicada - O Vit. Guimarães agravou a crise do Estoril ao vencer na casa da equipa da Linha por 1-0, naquela que foi a 3.ª vitória consecutiva fora da equipa de Sérgio Conceição. Otávio, logo aos 4 minutos (excelente lance), apontou o único golo da partida. A equipa da casa teve algumas situações para marcar mas nunca conseguiu superar o jovem Miguel Silva, que voltou a estar em destaque. Já perto do fim João Afonso ainda foi expulso mas o resultado não se alterou; No outro jogo desta 14.ª jornada da I Liga, o Arouca goleou o Marítimo, por 4-1. Nuno Valente, aos dois minutos, Ivo Rodrigues, aos 26, Sema Velázquez, aos 76, e Maurides, aos 90+2, apontaram os tentos dos anfitriões, enquanto Dyego Sousa marcou o golo de honra dos madeirenses, aos 48.

Actua numa posição onde nem sequer Antunes, que é titular numa equipa de Champions, tem sido chamado, mas com as lesões de Coentrão a juntar às épocas menos produtivas de Eliseu e Guerreiro, a posição de lateral esquerdo não está completamente fechada - O defesa Hélder Lopes disse hoje manter intactas as esperanças de vir a representar a principal seleção portuguesa de futebol e admitiu ser difícil continuar a representar o Paços de Ferreira, com quem termina contrato em junho. "Sinceramente, tive esperança de poder ser chamado para o recente duplo compromisso de Portugal, até porque foram testados vários jogadores, mas sinto ter condições para lá chegar e irei continuar a trabalhar todos os dias para isso", disse o lateral esquerdo. Em final de contrato com o Paços de Ferreira, clube no qual cumpre a terceira temporada, Hélder Lopes diz "manter em aberto todas as possibilidades" e, apesar de dizer que mantém o foco na formação pacense, lembrou que é profissional e, por isso, irá sempre optar pela melhor proposta. "Sou profissional e tenho que optar por aquilo que é melhor para mim. O meu foco é o Paços de Ferreira, e deixo essas questões para o meu empresário. Estou aberto a todas as possibilidades, mas ninguém falou comigo", sublinhou, numa alusão ao eventual interesse do Sporting de Braga. Fonte: Agência Lusa

Portugueses em destaqueMarco Silva, continua imparável na Liga grega. Com o triunfo de hoje do Olympiacos frente ao Kalloni, por 2-0, o campeão helénico fechou a 1.ª volta com 15 vitórias em 15 jogos; Em Inglaterra, Nélson Oliveira marcou hoje o quinto golo da época pelo Nottingham Forest no triunfo por 2-1, na 22.ª jornada do Championship, sobre o Milton Keynes Dons, na 22.ª jornada; Já em França, o Mónaco não foi além do nulo em casa do Troyes, mesmo assim os monegascos subiram, à condição, ao 2.º lugar. Carvalho, Moutinho e Hélder Costa foram titulares, Bernardo Silva (à semelhança do que tem acontecido nos últimos jogos da Ligue 1) entrou na 2.ª parte, mas, apesar do Troyes ter ficado reduzido a 10 logo aos 3 minutos, a equipa de Jardim não conseguiu marcar.

Etiquetas: , , ,