14 minutos não alteraram o resultado

Nacional 1-2 FC Porto (Willyan 8', Marcano 6' e Brahimi 14')

O FC Porto defendeu e conseguiu segurar a vitória, na Madeira, frente ao Nacional. Depois de o jogo ter sido interrompido ontem por 3 vezes, a última aos 84 minutos, devido ao nevoeiro, hoje as duas equipas disputaram os 14 minutos que faltavam, mas o resultado que já estava no 2-1 a favor dos azuis e brancos não se alterou. Resultado que permite aos dragões continuar a 2 pontos do Sporting.

Tal como na versão 1 do jogo, o conjunto de Manuel Machado entrou a tentar pressionar, com o FC Porto a baixar o bloco e sem ter muita bola. Mas apesar dos inúmeros lançamentos dos madeirenses para a área, Casillas nunca foi testado e assim o resultado não se alterou. Os insulares, tal como ontem, ainda se ficaram a queixar de um penalti de Marcano (já ontem tinha estado envolvido num lance polémico) sobre João Aurélio, mas Jorge Sousa não atendeu às críticas da equipa da casa. Nota ainda para a irritação de Brahimi ao ser substituído por Evandro. Em termos individuais, Ghazal fez a diferença na recuperação de bola, Zainadine também esteve em evidência na defesa, enquanto que Willyan foi a unidade mais irreverente do ataque; No FC Porto, a eficácia, apesar de Aboubakar e Herrera terem desperdiçado duas boas ocasiões na versão 1 do jogo, fez a defesa. Os azuis e brancos cedo chegaram à vantagem e quase só se limitaram a segurar esse 2-1, dando quase sempre a iniciativa ao adversário.

Etiquetas: ,