«Tenho a mesma maneira de correr e de chutar que Cristiano Ronaldo»; FC Porto passa a deter 75,8 por cento do capital da SAD; Argentina consegue 1.ª vitória; Federer acaba com invencibilidade de Djokovic; Cabo Verde e Argélia na fase de grupos do apuramento africano para o Mundial2018, Angola eliminada

Ainda vai a tempo de se impor ao mais alto nível? Com os avançados à disposição de Fernando Santos não seria surpreendente se o ex-Man Utd fosse chamado à selecção.

Bebé foi titular em 9 dos 11 jogos do Rayo Vallecano para a La Liga e diz estar feliz em Espanha, manifestando mesmo a certeza que este vai ser o seu ano. Numa entrevista ao AS, o extremo/avançado diz ter aprendido bastante, especialmente a nível tático, depois de também ter aproveitado os ensinamentos que teve no Benfica, sob o comando de Jorge Jesus. Questionado sobre quem era o seu ídolo, o jogador que ainda pertence aos quadros do Benfica atirou: «Drogba, mas também Cristiano Ronaldo, que é português. Tenho a mesma maneira de correr, de chutar… É dos meus favoritos.»

No duelo entre os 2, o suíço tem agora 22 vitórias contra 21 do sérvio - Djokovic não perdia no ATP Finals há 3 anos, e vinha de uma sequência de 23 vitórias consecutivas, mas hoje caiu perante Federer. Num duelo entre os 2 melhores tenistas da actualidade, o suíço, numero três mundial, acabou por não dar hipóteses ao líder do ‘ranking’ ATP e venceu com os parciais de 7-5 e 6-2, carimbando assim a passagem para as meias-finais. No outro jogo do grupo Stan Smith, Kei Nishikori, oitavo da hierarquia mundial, derrotou o checo Tomas Berdych (7-5, 3-6 e 6-3), resultado que permite ao japonês manter vivas as esperanças de se apurar para as ‘meias’, depois de se ter estreado com uma derrota frente a Djokovic.

Esta transferência acionista foi decidida em assembleia geral da SAD a 12 de novembro, pelo que foram somadas às que o clube já detinha (16.782.931), às 250 mil do presidente Jorge Nuno Pinto da Costa, às 10.450 de Ilídio Borges Pinto, às 9.850 de Reinaldo Teles e às 2.175 de Alípio Jorge (os números mais representativos) - O FC Porto detém, desde hoje, 75,8 por cento da SAD que gere o futebol profissional, conforme comunicado da sociedade enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). O emblema portista torna-se, assim, proprietário de mais de três quartos do capital da Futebol Clube do Porto – Futebol SAD, passando a responsabilizar-se por 17.055.881 de direitos de voto, na sequência da conversão em ações ordinárias de 7,5 milhões de ações preferenciais que estavam na posse da sociedade.

Teo (Sporting) jogou 58 minutos, Gaitán (Benfica) não saiu do banco - Demorou mas a Argentina garantiu a 1.ª vitória na fase de qualificação para o Mundial ao vencer na Colômbia, por 1-0. Biglia, que nunca tinha marcado pela Albiceleste, ainda na 1.ª parte, numa transição fez o único golo da partida. Um jogo que até foi mais fácil do que se suponha para a vice-campeã do Mundo, que controlou quase sempre os anfitriões e só por uma questão de ineficácia, teve várias situações de contra-ataque claras, é que não ampliou o marcador. No outro jogo, destaque para a 4.ª vitória, em 4 jogos, do Equador, que foi à Venezuela triunfar, por 3-1 (golos de Jefferson Montero, Caicedo e Fidel Martínez; Josef Martínez reduziu para os anfitriões, que continuam sem pontuar).

Brahimi, Slimani e Heldon em grande - A Argélia, contrariamente ao que tinha acontecido na 1.ª mão onde empatou 2-2, não sentiu problemas na receção à Tanzânia e goleou por 7-0, carimbando assim a passagem para a fase de grupos do apuramento africano para o Mundial2018. Brahimi abriu o ativo logo no primeiro minuto (ele que também teve um pormenor delicioso durante o encontro), mas foram Ghoulam e Slimani a brilharem com um bis, enquanto que Mahrez (excelente época) e Medjani apontaram os outros golos. Quem também venceu e está apurado é Cabo Verde, que virou o 0-1 desfavorável do primeiro jogo, e venceu, em casa, o Quénia por duas bolas a zero, com um bis de Héldon (Rio Ave). Já Angola, ficou pelo caminho, ao perder por 1-0 na África do Sul (auto-golo de Manucho). Recorde-se que em Angola, os Palancas Negras já tinham sido derrotados por três bolas a uma.

Etiquetas: , ,