"Sempre serei o líder do PSG"; Cancellara confirma retirada; Contador na Volta ao Algarve

É possível um PSG com Zlatan e CR7? O sueco parece já estar a "marcar o território", uma situação normal para alguém que nos últimos anos tem sido o líder indiscutível das equipas nas quais tem militado. Mas parece óbvio que Cristiano e Ibra não cabem no mesmo grupo, não só por uma questão de ego mas também por razões meramente futebolísticas, já que são elementos com características muito próprias e que condicionam o funcionamento da equipa, quer no plano ofensivo como defensivo. Veremos se a opção dos Franceses é descartar Ibra e apostar pelo Bola de Ouro (que é quase 3 anos e meio mais novo).

Nas últimas semanas, muitas são as notícias que têm ligado Cristiano Ronaldo ao PSG. Ora, em entrevista à Gazzetta dello Sport, Zlatan Ibrahimovic, quando interrogado sobre esses rumores, foi claro: "não me importa o que se diz ou o que se escreve, aqui sou há um líder" e questionado sobre quem era esse líder, o Sueco não teve dúvidas em dizer "sou eu, claro", relembrando ainda o tempo que leva no clube - "sinto que sou parte deste projecto desde o início. Agora tudo é mais fácil para quem chega, mas no princípio as coisas não funcionavam tão bem e juntos construímos uma grande equipa". Zlatan foi ainda instado a comentar os rumores que falam duma possível saída para a MLS, e a verdade é que o avançado não colocou a hipótese de lado, já que "pode passar qualquer coisa. Eu sinto-me bem, mas daqui a seis meses não sei o que sucederá. Para ir aos EUA têm de me apresentar uma proposta séria". Finalmente, Ibra confessou que o clube onde melhor sentiu foi o Milan, dizendo mesmo que "se fosse por mim, nunca teria abandonado o clube. É o maior clube em que joguei. No Verão passado recebi uma oferta, mas as negociações não chegaram a bom porto.".

Um dos melhores ciclistas da história, não só por tudo o que ganhou mas por ser dono de um caráter e espírito competitivo únicos - O suíço Fabian Cancellara, de 34 anos, confirmou que se irá retirar do ciclismo profissional no final da temporada de 2016. Após uma época cheia de lesões, as quais impediram "Spartacus" de lutar pelas Clássicas ou pelo Mundial (ainda assim, conseguiu vestir a camisola amarela do Tour), o Suíço considera que "é o momento adequado. Agora estou preparado para outras coisas. O ciclismo não é toda a minha vida, mas somente parte dela", afirmou o, entre outros, três vezes vencedor do Paris-Roubaix ou do Tour de Flandres. Cancellara revelou ainda que não participará nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, já que o percurso não se adapta às suas características; Quem também de pode retirar na próxima época é Alberto Contador. O espanhol voltou hoje a falar dessa possibilidade, mas ainda não a confirma. Confirmado está a sua presença na Volta ao Algarve. O Pistolero vai competir ainda no París-Nice, Volta a Catalunha, Volta ao País Basco, Dauphiné, Tour e JO.

Etiquetas: ,