«Queria ver se fosse o Real Madrid ou o Man United»; Super-Oliveira soma 6.ª vitória mas Kent vence Mundial por apenas 6 pontos

Fez tudo o que lhe competia e demonstrou muito mais "fibra" que Kent, o que é um excelente pronúncio para o que pode ser a próxima época em Moto 2.

Miguel Oliveira, em KTM, conquistou o Grande Prémio da Comunidade Valenciana em Moto3, somando o terceiro triunfo de forma consecutiva. No entanto, o Mundial foi mesmo para Danny Kent, que acabou a prova em 9.º e ficou à frente do português por apenas 6 pontos. Oliveira, que venceu a 6.ª prova do Ano (4 nos últimos 5 GP) esteve quase sempre na liderança - excelente partida - aguentou a pressão de Fenati, Navarro e Vázquez, mas Kent cedo se instalou no 12.º lugar e pouco arriscou, tendo ainda beneficiado de uma queda provocada por Antonelli nos últimos kms para ganhar mais algumas posições. 

Concorda? - Paulo Fonseca considera que o roubo das chuteiras em Marselha, antes do encontro de quinta-feira da Liga Europa de futebol, foi desvalorizado quando é um "caso gravíssimo" acrescentando que não devia ter havido jogo. "Tenho visto alguns comentários a aligeirar a situação e, sem que isso sirva de desculpa, porque disse no final que o Marselha tinha sido melhor que nós e merecido vencer, não posso deixar de dizer que foi um caso gravíssimo. É como se um piloto de Fórmula 1, no dia da corrida, não ter o seu carro e correr com um emprestado", comparou. O técnico disse ainda que "a imprensa francesa quis aligeirar" uma situação "inédita no futebol". "Se fosse eu a mandar no que são as normas da UEFA, acho que não deveria ter havido jogo. Gostava de ver se fosse ao contrário ou se fosse uma equipa como um Manchester United ou um Real Madrid o que é que tinha surgido daí", acrescentou.

Etiquetas: ,