Sampaoli, Guardiola e Luís Enrique concorrem para melhor treinador; Messi, Florenzi e Wendell para o Puskas

Quem merece vencer? Na teoria Luís Enrique é o principal favorito; A presença de Sampaoli demonstra que os jogadores/seleccionadores que votaram reconhecem o talento do argentino, já Guardiola parece ter beneficiado do facto de ser o melhor treinador da actualidade, mas se nos restringirmos a 2015 Emery ou Allegri mereciam mais este pódio final. 

O argentino Jorge Sampaoli vai concorrer com os espanhóis Pep Guardiola e Luís Enrique ao prémio FIFA para melhor treinador do ano. Sampaoli conduziu o Chile à conquista da Copa América 2015, Pep Guardiola voltou a dominar internamente ao serviço do Bayern Munique, enquanto Luís Enrique, que venceu o `triplete´ pelo Barcelona, pode terminar 2015 com 5 troféus (caso junte o Mundial de Clubes ao campeonato, Taça, Supertaça Europeia e Champions). Recordamos que Massimiliano Allegri Juventus); Carlo Ancelotti (Real Madrid); Laurent Blanc (PSG); Unai Emery (Sevilha); Diego Simeone (Atlético de Madrid) e Arsène Wenger (Arsenal) também estavam na lista inicial para a Bola de Ouro.

Finalistas de todas as categorias:
Bola de Ouro: Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Lionel Messi (Barcelona) e Neymar (Barcelona).
Melhor treinador do mundo de futebol masculino em 2015: Pep Guardiola (Bayern Munique), Luis Enrique (Barcelona) e Jorge Sampaoli (selecionador do Chile).
Bola de Ouro feminina: Carli Lloyd (EUA), Aya Miyama (Japão) e Célia Sasic (Alemanha).
Melhor treinador do mundo de futebol feminino em 2015: Jill Ellis (selecionador dos Estados Unidos), Mark Sampson (selecionador de Inglaterra) e Norio Sasaki (selecionador do Japão).
Prémio Puskas: Alessandro Florenzi (Romas), Wendell Lira (Goianésia) e Lionel Messi (Barcelona).

Etiquetas: