Mourinho continua a cair; Chelsea foi melhor mas somou a 3.ª derrota consecutiva (7.ª em 12 rondas); Vardy marca pela 9.ª jornada consecutiva; Lingard já dá pontos a Van Gaal

Nunca um campeão tinha perdido 7 jogos nas primeiras 12 jornadas na Premier League; Nunca Mourinho tinha perdido 7 jogos no campeonato; Mas hoje foi um daqueles jogos "à equipa que está em crise". Os Blues foram melhores, tiveram várias oportunidades para marcar, mas estão numa fase em que (mesmo quando são melhores, o que raramente foi o caso esta época) corre tudo mal. E Abramovich não costuma ter paciência para esperar por um "click" que mude o cenário, ainda para mais quando pode estar em causa até o apuramento para as competições europeias, o que para o seu projecto era catastrófico (desde que assumiu os londrinos, apesar de uma vez ter ficado em 6.º, nunca falhou a prova milionária).

De mal a pior. Assim vai o Chelsea de José Mourinho, que perdeu pela 3.ª jornada consecutiva para a Premier League, desta feita frente ao Stoke por 1-0. Arnautovic com um remate acrobático desbloqueou a partida, naquela que foi apenas a 2.ª vitória em casa esta época para os Potters. Com este resultado, o campeão inglês, que começou a ronda em 15.º, está agora em 16.º, somente com três pontos acima da linha-de-água. Quanto ao jogo, sem Mourinho no banco (mas com o seu nome a ser diversas vezes cantado pelos adeptos Blues), foi o Stoke a criar perigo logo no início, com Glen Johnson a obrigar Begovic a uma bela defesa, antes da equipa de Londres assumir mais o comando das operações, com Hazard a um nível superior ao que tem mostrado recentemente (assumindo mais a bola e com alguma capacidade em criar desequilíbrios). A meio da primeira parte, Ramires rematou de longe para uma excelente intervenção de Butland, pouco antes de Zouma ter desviado para fora um livre de Willian. Mas foram os homens da casa a chegar à vantagem aos 54’, quando Johnson cruza da direita, Walters falha o remate e a bola chega a Arnautovic, que num remate acrobático bate Begovic. A partir daqui, o Chelsea foi à procura do empate, mas a sorte está longe de acompanhar os homens de Mourinho. Primeiro foi Pedro a atirar ao poste aos 67’, depois Hazard remata a centímetros do poste esquerdo e, mesmo em cima do final, Remy salta por cima de Butland (num lance em que o Chelsea fica a reclamar pénalti) mas não consegue rematar em condições, e os Londrinos viriam mesmo a perder uma vez mais.

Continua o "conto de fadas" de Vardy (líder dos melhores marcadores com 12 golos, sendo que 9 foram nas últimas 9 jornadas... só Van Nistelrooy fez melhor na história da Premier League); Já Depay, depois de uma boa entrada, está num "filme de terror", nos últimos 6 jogos só foi titular em 1, hoje nem saiu do banco e parece ter perdido o lugar para o jovem Lingard (e no mercado de Inverno é provável que chegue mais um extremo) - Em Old Trafford, o Manchester United derrotou o West Bromwich Albion e está, provisoriamente, a um ponto dos líderes Arsenal e Manchester City. O jovem Lingard (que já tinha sido titular a meio da semana na Champions) abriu o activo aos 52 minutos, num bom remate de fora da área, antes de Mata, já nos descontos, confirmar o triunfo de Penalty. Em Leicester, James Vardy deu sequência à sua fantástica série de jogos consecutivos a marcar na PL (são já nove partidas, sendo que o recorde pertence a Ruud Van Nistelrooy, com 10 jornadas consecutivas a fazer balançar as redes), ajudando a sua equipa a bater o Watford por 2-1. Após uma primeira parte sem golos, a equipa de Ranieri (que igualou provisoriamente Arsenal e Manchester City na liderança da prova) chegou à vantagem aos 52 minutos, através de Kante, tendo Vardy aumentado a vantagem treze minutos depois, de grande penalidade, da nada valendo aos homens de Quique Flores o golo de Deeney (também de castigo máximo), já perto do fim. Já o Norwich conseguiu uma importante vitória contra o Swansea para se afastar um pouco dos últimos lugares, com Howson, aos 70', a fazer o único golo do desafio, ao passo que o Southampton, com Fonte no onze e Cédric no banco, bateu o aflito Sunderland, fora, por 1-0 (golo de Tadic de pénalti). Finalmente, em Londres, West Ham e Everton empataram a um golo. Lanzini abriu o marcador para os Hammers aos 30' (que estão em zona europeia), tendo Lukaku empatado em cima do intervalo (no seu sétimo golo na PL).

Etiquetas: