Médio português entre os possíveis substitutos de Tiago; Vida mais facilitada para Marco Silva; Lewandowski no Guiness com 4 recordes

Qual a melhor solução? Simeone tem Kranevitter, Gabi, Koke, Saul e Thomas, mas considerando que tanto Gabi como Tiago não podem ser encarados como soluções para o longo prazo, é possível que os colchoneros aproveitem esta janela de mercado para preparar já o futuro. Mesmo assim se Simeone quiser ter mais uma opção, um elemento com o perfil de Toulalan (experiente e que não deveria implicar um grande esforço financeiro em termos de aquisição do passe) era o que fazia mais sentido.

Ao contrário do que circulou inicialmente - o Mundo Deportivo até fez capa com isso - há a hipótese de Tiago recuperar em 4 meses, o que ia permitir que realizasse a parte final da época, para assim ser chamado ao Euro'2016. Mesmo assim, a imprensa Espanhola já começou a apontar nomes que podem estar na mira do Atlético de Madrid para suprimir a baixa do internacional luso. Assim, e apesar da chegada do jovem argentino Matias Kranevitter em janeiro, meios de comunicação social como o AS e Marca estão hoje a associar Toulalan (Mónaco), Tielemans (Anderlecht), Bonaventura (AC Milan),  Lucas Biglia (Lázio) e o português João Moutinho ao conjunto de Simeone.

Recordes complicados de superar - O avançado Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, foi distinguido pelo Guiness Book of Records em quatro categorias na sequência dos 5 golos que marcou ao Wolfsburgo a 22 de Setembro. Naquele dia, o internacional polaco fez o 'hat-trick' mais rápido de sempre, em apenas três minutos e 22 segundos, os quatro golos em menor tempo, levando cinco minutos e 42 segundos, e também os cinco golos mais rápidos, tornando-se ainda o primeiro jogador a marcar uma mão cheia na liga alemã vindo do banco.

Marco Silva vê o principal rival na luta pelo título a afundar na tabela - O Panathinaikos, da Liga grega de futebol, foi hoje penalizado com a perda de três pontos, na sequência dos incidentes no dérbi com o Olympiacos, a 21 de novembro, que obrigou ao adiamento do jogo ainda antes do seu início. O clube foi também multado em 190.000 euros e punido com quatro jogos em casa à porta fechada e uma derrota por 3-0 no jogo em causa, fazendo com que passe a ocupar o quinto lugar no campeonato, a 17 pontos do líder Olympiacos, treinado pelo português Marco Silva. A 21 de novembro o árbitro Andreas Pappas viu-se obrigado a cancelar o jogo, face à onda de violência que se verificava no interior e exterior do estádio Apostolos Nikolaidis, em Atenas. Imediatamente após a decisão do árbitro, os adeptos invadiram o relvado e envolveram-se em confrontos com a polícia, levando à detenção de 14 pessoas, numa situação da qual resultaram três feridos, sem gravidade, entre as forças da ordem. Fonte: Agência Lusa

Etiquetas: , ,