FC Porto pagou 6,6 ME em comissões (2 foram no negócio Maxi)

Não há jogadores a custo zero mas, ignorando o salário, o valor até acaba por ser simbólico, Considerando a valia do uruguaio e o que esteve em causa, dificilmente os azuis e brancos teriam conseguido um melhor substituto para Danilo, por esta quantia. 

O Relatório & Contas da SAD do FC Porto, relativo ao primeiro trimestre da época 2015/16, revela que a aquisição de Maxi Pereira, que chegou no último Defeso ao Dragão depois de ter terminado o vínculo que o ligava ao Benfica, motivou um investimento de 2 milhões de euros. Os azuis e brancos revelam ainda que despenderam 6,645 milhões de euros em comissões. "Os encargos com serviços de intermediação nas aquisições de passes de jogadores realizados nos períodos de três meses findos em 30 de Setembro de 2015 e 2014 acima referidos, bem como na negociação e renegociação dos contratos de trabalho com jogadores, ascenderam a um total de 6.645.000 Euros (valor esse que inclui o 2.000.000 Euros do valor de aquisição do passe de Maxi Pereira) e 5.095.220 Euros, respectivamente", pode ler-se na CMVM.

Etiquetas: