Ex-FC Porto associado ao Benfica; Sporting vence dérbi no Andebol; Suécia complica

É natural que o campeão nacional potencia o mercado de Inverno para aumentar a qualidade do plantel, sendo que a posição de lateral esquerdo é uma das que poderá ser melhorada, no entanto "Palito" nesta fase está longe de ser uma boa opção. 

Segundo o jornal argentino El Dia, Álvaro Pereira, lateral esquerdo que já passou pelo FC Porto, está na órbita do Benfica. O uruguaio, de 29 anos, representa o Estudiantes de La Plata por empréstimo do Inter, mas o contrato de cedência está a terminar e na Argentina acreditam que uma proposta das águias seria suficiente para o fazer regressar a Portugal.

Encontro disputado mas nem sempre bem jogado - O Sporting recebeu e bateu o Benfica por 31-28, assumindo deste modo o segundo posto no campeonato de Andebol. Num jogo equilibrado, mas com muitas falhas técnicas, os leões conseguiram descolar a meio da primeira parte, altura em que Ricardo Correia assumiu a baliza, em detrimento do apagado Cudic, chegando ao intervalo a vencer por três golos de diferença. Um regresso fulgurante do intervalo parecia indicar uma vitória fácil dos anfitriões, mas o Benfica foi recuperando, beneficiando de muitas falhas no ataque por parte do Sporting, que inclusivamente foi falhando livres de sete metros em sequência (apenas João Paulo Pinto, quarta escolha, conseguiu marcar, já perto do final). Num segundo tempo que foi um desfile de exclusões e livres de sete metros, a vitória acabou por sorrir ao Sporting, que voltou a descolar nos minutos finais, isto depois do Benfica ter virado o jogo, e ter actuado algum tempo em superioridade numérica. Fábio Magalhães foi o mais esclarecido no ataque (embora alterne com acções disparatadas), obtendo 8 golos, alguns deles em momentos cruciais, secundado por Marzo (7) e Portela (6). No Benfica, Uelington Ferreira foi o melhor marcador, com 7 tentos. Leões e Águias, que somam duas derrotas no campeonato, parecem estar ainda bem atrás do líder Porto em termos de qualidade de jogo.

Os suecos foram melhores durante grande parte do encontro, mas depois encolheram-se, permitiram o crescimento do adversário e poderiam ter tido um dissabor na parte final do encontro - Na última partida da 1.ª mão do play-off de apuramento para o Euro 2016, a Suécia bateu a vizinha Dinamarca por 2-1, resultado que deixa tudo em aberto para o 2.º jogo. O conjunto de Erik Hamren desde cedo demonstrou que queria impor-se no seu reduto, mas a pontaria não estava afinada (Berg muito perdulário). Aos 44 minutos Bendtner desperdiça na cara de Isaksson e no minuto seguinte Forsberg, a surpresa no 11 sueco, fez o primeiro após cruzamento rasteiro de Lustig. Pouco depois Schmeichel negou o 2-0 a Ibra num livre directo do capitão sueco. No 2.º tempo a formação da casa aumentou a contagem, através de uma grande penalidade convertida pelo inevitável Zlatan Ibrahimovic. Mas quando se esperava uma vitória tranquila da Suécia, os "Vikings" reagiram e a entrada de Poulsen teve impacto no jogo, tendo o jovem assistido para Jorgensen, num lance com culpas claras da defensiva sueca. Até final a Dinamarca ainda forçou o empate, mas o resultado não mais se alteraria. Destaque para as exibições de Forsberg (marcou e sofreu uma grande penalidade) e para o duo de meio-campo composto por Lewicki, jovem que brilhou no último Europeu sub-21, e Källström (muito forte no passe). Por outro lado, Eriksen foi a unidade mais da turma de Morten Olsen, mesmo tendo em conta que foi perdendo gás com o avançar da partida, enquanto que Poulsen e Jorgensen trouxeram coisas novas ao jogo e estiveram no golo. Já Bendtner não esteve feliz na hora do remate, enquanto que as apostas em Kahlenberg e Fischer também não correram bem.

Etiquetas: ,