«Estrelinha? Não! Cultura de campeão»; Higuaín isola o Nápoles; Fiorentina escorrega; Messi, Sérgio Ramos, Bravo e James considerados os melhores da La Liga; Nani coloca Fenerbahçe no 1.º lugar

Este leão já tem postura de campeão? A equipa parece revelar alguma dificuldade contra adversários mais fechados, sendo que o sector ofensivo, sem Carrillo, apresenta alguma falta de capacidade individual. Mesmo ao nível da presença, ainda não se vê um conjunto dominador, como acontecia com o Benfica de Jesus.

O Sporting tem arrancado algumas vitórias nos descontos esta época, mas Jesus diz que não acredita em 'estrelinhas' e que tudo se deve a uma cultura vencedora que está a emergir na equipa. «O Sporting esta a ter cultura de campeão. Sentimos que os jogadores já estão a ter essa cultura. O que mudou? Mudou o trabalho. Trabalho, trabalho… mas também saber o trabalho que andamos a fazer. É isso que temos vindo a desenvolver nos jogadores do Sporting. Temos jogadores com muita qualidade e vontade de ganhar, e isso torna tudo mais fácil. Estão todos de parabéns porque acreditam neles e no trabalho que estamos a fazer. Assim estamos mais próximo de ganhar», disse o treinador dos leões. Acrescentando: "Não acredito em ‘estrelinhas’, essas são para enfeitar a árvore de Natal. Acredito em trabalho e esta vitória é fruto do nosso trabalho. Isto é qualidade de trabalho, é acreditar… é para isso que trabalhamos todos os dias".

O Nápoles não era líder nesta fase do campeonato desde 89-90, quando foi campeão; Paulo Sousa mais distante da frente - No jogo grande da jornada na Série A, o Nápoles derrotou o Inter por 2-1 e passou para o primeiro lugar. Num San Paolo com um grande ambiente, os homens de Sarri adiantaram-se no marcador logo aos 2 minutos, com Higuaín a aproveitar uma bola solta na área para fuzilar Handanovic. O Inter tentou reagir (Guarín e Perisic estiveram perto do golo) mas Nagatomo viu 2 amarelos no espaço de 9 minutos e dificultou a tarefa da equipa de Mancini. Na segunda parte, aos 62', Higuaín é mais rápido que toda a defesa do Inter e faz o segundo, num excelente tento do Argentino (melhor marcador da competição com 12 golos). Apesar da desvantagem numérica e no marcador, os visitantes não baixaram os braços e reduziram num remate de pé esquerdo de Ljajic. Na parte final, Higuaín esteve perto do terceiro num remate cruzado de pé esquerdo, sendo que o Inter roçou por duas vezes o empate, primeiro num cabeceamento de Ljajic ao poste e depois noutro golpe de cabeça de Felipe Melo, com Reina a fazer uma defesa espectacular, mas o 2-1 foi mesmo o resultado final. Já a Fiorentina de Paulo Sousa perdeu a oportunidade de beneficiar a cem por cento da derrota da Roma e do embate entre Nápoles e Inter, tendo empatado na deslocação ao terreno do Sassuolo. Os Viola entraram fortes, com Borja Valero a abrir o marcador logo aos 5 minutos, mas perto do intervalo, aos 42', Flocari, de cabeça, empatou para os locais (que estão a fazer um belo campeonato, estando na sexta posição).

Equipa de Vítor Pereira aproveita a derrota do Besiktas para chegar ao primeiro lugar - O Fenerbache subiu à liderança da liga Turca (com mais um ponto que o Besiktas) graças a uma vitória em casa sobre o Trabzonspor por 2-0. Nani, aos 11 minutos, apontou o seu quinto golo na Liga, tendo o Português feito a assistência aos 88' para que Fernandão estabelecesse o resultado final. 

Reduzir o campo em quatro posições leva sempre a opções algo injustas (por exemplo, Busquets e James são considerados para a mesma posição, e um elemento que joga mais adiantado como o Colombiano terá sempre vantagem). Mas, de resto, os prémios são normais (apesar de na defesa Alves e Piqué terem realizado uma época superior a Ramos e não se entender como Messi pode ser o melhor jogador e não o melhor Americano) - A Liga espanhola distinguiu os melhores jogadores da época 2014/15. Sem surpresa Messi foi eleito o melhor jogador e melhor avançado. Bravo ganhou nos guarda-redes e Luís Enrique foi considerado o melhor treinador, no entanto o Barcelona não dominou como se esperava, já que Ramos, nos defesas, e James, nos médios, ganharam prémios para o Real Madrid. Ronaldo também arrecadou o prémio dos adeptos. Nas outras categorias, Neymar venceu o título de melhor jogador americano, enquanto que Feghouli foi eleito o melhor jogador africano.
Os melhores da La Liga em 2014-15:
Melhor jogador: Messi (Barcelona)
Melhor guarda-redes: Claudio Bravo (Barcelona)
Melhor defesa: Sergio Ramos (Real Madrid)
Melhor médio: James Rodríguez (Real Madrid)
Melhor avançado: Messi (Barcelona)
Melhor treinador: Luis Enrique (Barcelona)
Melhor jogador americano: Neymar (Barcelona)
Melhor jogador africano: Feghouli (Valencia)
Jogador Cinco Estrelas dos adeptos: Cristiano Ronaldo (Real Madrid)

Etiquetas: , ,