«Em Rui Vitória nem se toca»; Médio espanhol na mira de Paulo Sousa; Laudrup rejeita Dinamarca; FC Porto praticamente fora da Youth League

O lugar de Vitória está seguro? A verdade é que, apesar dos maus resultados e pior qualidade de jogo, a famosa "estrutura" irá agarrar-se às lesões, à aposta em Gonçalo Guedes e Nélson Semedo - e a uma possível aposta em Sanches a breve prazo -, bem como à prestação na Champions League para defender Rui Vitória ao máximo, isto porque uma saída precoce do técnico seria assumir o falhanço, algo que neste contexto de guerrilha no futebol Português pode pesar.

O Benfica já está em Astana para enfrentar a equipa local amanhã, para a quinta jornada da fase de grupos da Champions League, e Rui Costa aproveitou a ocasião para falar à comunicação social. Questionado sobre a posição de Rui Vitória no comando técnico dos Encarnados, o antigo internacional foi claro: " A continuidade de Rui Vitória nem se discute. Em Rui Vitória nem se toca. É normal que os adeptos estejam menos felizes. Sentimos que as coisas não estão como desejaríamos, mas não estão tão mal como querem fazer parecer e nós reconhecemos isso". Rui Costa abordou ainda os casos de arbitragem passados no jogo deste Sábado em Alvalade, expressando que sente que "o Benfica está a ser demasiado condicionado face a tudo o que se tem passado no futebol Português. Não somos passarinhos, nem hipócritas. Não queremos mais nem menos do que os outros, só igual tratamento. O Benfica está atento. Não vamos dormir. É um "basta", não uma mudança de atitude...Não vamos ficar calados a ver toda a gente queixar-se e o Benfica a ser comido por isso".

Fez excelentes trabalhos no Getafe (levando a equipa aos Quartos da UEFA, tendo eliminado o Benfica nos Oitavos) e no Swansea (venceu a Taça da Liga), apresentando sempre um futebol de qualidade. E em Espanha até já circulou o rumor de que está à espera de ser convidado para substituir Benítez no Real - O dinamarquês Michael Laudrup, antigo glória do futebol e ex-Treinador do Getafe, do Spartark Moscovo ou do Swansea, rejeitou assumir o cargo de selecionador da Dinamarca. Morten Olsen, que orientou os Escandinavos desde 2000, abandonou o cargo após a eliminação do Playoff para o Euro 2016 e a Federação abordou Laudrup, mas o técnico acha que "o trabalho de Selecionador não é adequado para ele agora", como afirmou um dirigente Dinamarquês.

Mário Suárez não tem correspondido às expectativas e o Internacional Sub-21 Espanhol é um alvo apetecível - A direcção da Fiorentina já veio, mais do que uma vez, afirmar que pretende dar reforços a Paulo Sousa para que os Viola possam continuar a lutar pelos primeiros postos na Série A. Neste sentido, e segundo o diário "Las Provincias", a Fiore pondera avançar para a contratação do jovem médio do Levante Victor Camarasa. O internacional jovem por Espanha tem uma clausula de 12 ME e já foi associado a emblemas como o Sevilha ou o Atlético de Madrid.

Apesar das boas prestações de Chidozie, Bruno Costa e Moreto, desta vez Rúben Macedo não fez a diferença e os azuis e brancos só com um "milagre" vão conseguir a passagem - O FC Porto complicou as contas do apuramento para a próxima fase da Youth League ao perder em casa frente ao D. Kiev, por 1-0. Schcebetun aos 69 minutos marcou o único golo do encontro. Com este resultado as duas equipas tem agora 7 pontos, mas enquanto que os portistas na última jornada defrontam fora o já apurado Chelsea, os ucranianos (que tem vantagem no confronto directo) recebem o Maccabi. O encontro foi dividido, com os azuis e brancos a terem um maior domínio e caudal ofensivo mas os ucranianos a responderem várias vezes com perigo em transições rápidas, num desses lances aconteceu o golo. Pouco depois Rui Pedro, isolado, desperdiçou a melhor oportunidade dos dragões, o Kiev também teve oportunidades para ampliar, mas o resultado, apesar de Chidozie ter ficado perto do empate, em cima dos 94, não se alterou. Nota para a qualidade técnica do Dynamo: o central e capitão Lukyanchuk demonstrou muita classe, no meio campo Shaparenko desequilibrou com o seu transporte de bola e visão de jogo, e na frente Schcebetun deu muito trabalho a Verdasca e ao ainda juvenil Diogo Queirós.

Etiquetas: , , ,