Barcelona cilindra com golaço de Messi; Suárez também bisou; Gent ajuda Portugal; Bayern goleia mas Marco Silva continua em 2.º; Chelsea dá 4

Com o MSN o futebol nem parece justo para os adversários. Messi bisou (o seu 1.º golo é um hino ao futebol), Suárez não para de marcar, Neymar (que falhou um penalti) desta vez ficou em branco mas fartou-se de desequilibrar; Quem também está em grande é o Bayern, que atropelou o Olympiacos, num jogo em que Guardiola fez alinhar Robben (saiu aos 33 minutos), Lewandowski, Douglas, Muller e Coman de inicio. Mesmo assim Marco Silva continua no 2.º lugar; Mas a noite, além das vitórias previsíveis de Arsenal e Chelsea, fica marcada pelo triunfo do Gent em Lyon, que deixa o conjunto belga no 2.º lugar do grupo H (pode ser o alvo mais apetecível dos oitavos) e empurra os franceses para fora das competições europeias, o que indirectamente ajuda o Ranking de Portugal.

Grupo E: Barcelona 6-1 Roma (Suárez 15’ e 44’, Messi 18’ e 60’, Pique 56’ e Adriano 77’; Dzeko 90+1’) - O campeão espanhol entrava em campo com o apuramento já garantido, mas aproveitou a embalagem trazida do Bernabeu e voltou a golear, sendo a Roma de Rudi Garcia a vítima desta vez.  Num jogo em que Messi e Suárez bisaram, foi o uruguaio a abrir o marcador aos 15 minutos, aumentando o argentino a contagem pouco depois com um golaço (um tiki-taka finalizado com um chapéu). Antes do intervalo, o 9 voltaria a marcar, com um belo remate, tendo Piqué, Messi de novo e Adriano (na recarga a um penalti de Neymar) fechado as contas do lado blaugrana. Dzeko reduziria aos 90+1, isto depois de ter desperdiçado também uma grande penalidade. Destaque para as exibições de Messi, que no regresso à titularidade voltou a dar um recital, para Suárez que continua com o instinto bem apurado, para Busquets que continua a mandar no miolo e para Sergi Roberto (saiu lesionado) que se afirma cada vez mais como a revelação da temporada. Por outro lado, Neymar, apesar da grande penalidade desperdiçada, continua a desequilibrar e a viver um bom momento (esteve praticamente nos golos todos), tendo Ter Stegen aproveitado a oportunidade para brilhar com algumas boas intervenções, nomeadamente ao defender uma grande penalidade. Por fim, destacar os minutos concedidos a Samper.

Grupo F: Arsenal 3-0 Dinamo Zagreb (Özil 29’, Alexis Sánchez 33’ e 69’); Bayern Munique 4-0 Olympiacos (Douglas Costa 8’, Lewandowski 16’, Müller 20 e Coman 69’) - A teoria confirmou-se. Sem grandes dificuldades, o Bayern goleou Olympiacos e confirmou o 1.º lugar no grupo. Os bávaros, apesar dos golos terem sido algo felizes, aos 20 minutos já venciam por 3-0 (Douglas, Lewandowski e Muller) e nem a expulsão de Badstuber ao minuto 52 abrandou o conjunto de Guardiola, que ainda marcou por Coman, num lance em que Roberto sai da baliza com pouca convicção. No outro jogo, o Arsenal, como se esperava também venceu. Os Gunners aproveitaram os erros da defensiva do Zabreb para colocar o marcador no 2-0 (até deu para Ozil marcar de cabeça), ampliaram novamente por Alexis (que bisou) no 2.º tempo e apesar da tentativa de reacção dos croatas, deixaram tudo em aberto para a última jornada. A equipa de Wenger tem agora 6 pontos contra os 9 do Olympiacos, sendo que na última jornada as duas equipas se defrontam em Atenas. 

Grupo G: Maccabi Tel-Aviv 0-4 Chelsea (Cahill 20’, Willian 73’, Oscar 77’ e Zouma 90+1’) - A equipa de Mourinho cumpriu em Israel, resultado que permite assumir a liderança do grupo com os mesmos pontos do FC Porto. Mesmo assim a goleada não traduz totalmente o que foi a partida, o Maccabi teve a 1.ª oportunidade, e, apesar de ter jogado com 10 desde os 43 minutos e de ter sofrido um golo por intermédio de Cahill numa bola parada, teve 2 lances em que podia ter empatado no 2.º tempo, mas um livre de Willian (que está um craque nestes lances) matou o jogo. Oscar e Zouma ampliaram o marcador.

Grupo H: Lyon 1-2 Gent (Ferri 7’; Milicevic 32’ e Coulibaly 90+5’) - Surpresa no Stade de Gerland, com o Gent a atirar com o Lyon para fora das competições europeias. O conjunto francês até começou melhor o encontro e abriu o activo por Ferri logo aos 7 minutos, aproveitando um erro defensivo adversário. Os belgas foram subindo de rendimento ao longo da 1.ª parte e chegaram ao 1-1 através de um livre bem executado por Milicevic. No segundo tempo, os franceses estiveram sempre mais perto do 2-1 (Sels brilhou na baliza), mas foi Coulibaly, num lance em que Anthony Lopes não fica bem na fotografia, a resolver para o Gent, no 5.º minuto de compensação (o maliano tinha entrado aos 90 minutos). O campeão belga está agora na 2.ª posição do grupo, com mais 1 ponto que o Valencia, quando falta receber o já apurado Zenit.

Etiquetas: