Alvo de Benfica e FC Porto renova até 2020; 12 jogadores do Real Madrid entre os candidatos ao "onze" do Ano; Liga francesa proíbe adeptos de acompanharem equipas nos jogos fora de casa

Surpreende as ausências de Bravo (muitos ignoram que venceu a Copa América), Ozil, Courtois e Aubameyang. Casillas e Navas nos guarda-redes, quando o 2.º foi suplente do 1.º por opção e o portista saiu de Madrid pela certeza que já não era uma mais-valia, também é estranho; Na defesa, os merengues dão-se ao luxo de ter 3 centrais, quando Pepe nesta 2.ª metade do Ano não tem sido indiscutível. 

Ronaldo e Pepe e o espanhol do FC Porto Casillas estão entre os 55 candidatos ao ‘onze’ de 2015 da FIFA/FIFPro. Esta pré-seleção vai promover a elaboração de uma equipa, com um guarda-redes, quatro defesas, três médios e três avançados, cuja constituição vai ser anunciada a 11 de janeiro de 2016, em Zurique, durante a gala da Bola de Ouro, mediante a votação de cerca de 25.00 futebolistas profissionais de 70 países. O Real Madrid, com 12 candidatos e já excluindo o portista Casillas, é o emblema mais representado, batendo o Bayern Munique, que tem 11, e o FC Barcelona, com 10. Por países, a Espanha, com 11 nomeados, é dos 21 presentes o mais representado, à frente de Alemanha e Brasil, com seis cada, enquanto Itália e Argentina contam com quatro e a França três. Com dois, Portugal ‘empata’ com Uruguai, Bélgica, Croácia, Chile e Inglaterra. Recordamos que o ano passado o melhor 11 foi constituído por: Manuel Neuer; Sergio Ramos, Thiago Silva, David Luiz, Philipp Lahm; Andrés Iniesta, Toni Kroos, Angel Di Maria; Arjen Robben, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo. Lista dos 55 nomeados para a equipa de 2015 da FIFA/FIFPro:
Guarda-redes: Gianluigi Buffon (Itália/Juventus), Iker Casillas (Espanha/FC Porto), David De Gea (Espanha/Manchester United), Keylor Navas (Costa Rica/Real Madrid) e Manuel Neuer (Alemanha/Bayern Munique).
Defesas: David Alaba (Áustria/Bayern Munique), Jordi Alba (Espanha/FC Barcelona), Jérôme Boateng (Alemanha/Bayern Munique), Daniel Carvajal (Espanha/Real Madrid), Giorgio Chiellini (Itália/Juventus), Dani Alves (Brasil/FC Barcelona), David Luiz (Brasil/Paris Saint-Germain), Diego Godín (Uruguai/Atlético de Madrid), Mats Hummels (Alemanha/Borussia Dortmund), Branislav Ivanović (Sérvia/Chelsea), Vincent Kompany (Bélgica/Manchester City), Philipp Lahm (Alemanha/Bayern Munique), Marcelo (Brasil/Real Madrid), Javier Mascherano (Argentina/FC Barcelona), Pepe (Portugal/Real Madrid), Gerard Piqué (Espanha/FC Barcelona), Sergio Ramos (Espanha/Real Madrid), John Terry (Inglaterra/Chelsea), Thiago Silva (Brasil/Paris Saint-Germain) e Raphaël Varane (França/Real Madrid).
Médios: Thiago Alcântara (Espanha/Bayern Munique), Xabi Alonso (Espanha/Bayern Munique), Sergio Busquets (Espanha/FC Barcelona), Eden Hazard (Bélgica/Chelsea), Andrés Iniesta (Espanha/FC Barcelona), Toni Kroos (Alemanha/Real Madrid), Luka Modrić (Croácia/Real Madrid), Andrea Pirlo (Itália/New York City FC), Paul Pogba (França/Juventus), Ivan Rakitić (Croácia/FC Barcelona), James Rodríguez (Colômbia/Real Madrid), David Silva (Espanha/Manchester City),Yaya Touré (Costa do Marfim/Manchester City), Marco Verratti (Itália/Paris Saint-Germain) e Arturo Vidal (Chile/Bayern Munique).
Avançados: Sergio Agüero (Argentina/Manchester City), Gareth Bale (País de Gales/Real Madrid), Karim Benzema (França/Real Madrid), Douglas Costa (Brasil/Bayern Munique), Cristiano Ronaldo (Portugal/Real Madrid), Zlatan Ibrahimović (Suécia/Paris Saint-Germain), Robert Lewandowski (Polónia/Bayern Munique), Lionel Messi (Argentina/FC Barcelona), Thomas Müller (Alemanha/Bayern Munique), Neymar (Brasil/FC Barcelona), Arjen Robben (Holanda/Bayern Munique), Wayne Rooney (Inglaterra/Manchester United), Alexis Sánchez (Chile/Arsenal), Luis Suárez (Uruguai/FC Barcelona) e Carlos Tevez (Argentina/Boca Juniors).

Um dos laterais mais interessantes da actualidade - Bruno Peres, que no último Verão foi associado a Benfica e FC Por, renovou contrato com o Torino até 2020. O defesa brasileiro, de 25 anos, está avaliado em 15 milhões de euros.

Concorda com esta medida? - Os adeptos dos clubes que joguem na condição de visitante nas próximas quatro jornadas da Ligue 1 estão proibidos de acompanhar as suas equipas devido à ameaça terrorista no país. Esta medida já tinha sido imposta nos jogos do passado fim-de-semana, pelos ministérios do Interior e do Desporto franceses- que já tinha alargado à 15.ª jornada-, e vai assim continuar em vigor devido à ameaça terrorista no país. Assim, até o próximo dia 13 de dezembro as equipas que joguem como visitantes não terão adeptos nas bancadas. A medida prolonga-se também para os jogos dos oitavos-de-final da Taça de França, a cinco e seis de dezembro, e das competições europeias da semana seguinte. 

Etiquetas: , ,