«A UEFA basicamente aceita o doping»; Florentino dá voto de confiança a Benítez; Empoli segura português que tem estado em destaque na Série A

Concorda com o francês? 

O médio Arijan Ademi, do Dínamo Zagreb, acusou positivo na 1.ª jornada da Champions contra o Arsenal, e foi suspenso por 4 anos. Mas para Wenger é pouco. O treinador dos Gunners defende que além do jogador também o clube [que derrotou o emblema da Premier League por 2-1] devia ser penalizado. «A UEFA aplicou a regra que está em vigor, mas eu pessoalmente não concordo com ela. Não se pode dizer que eles tinham um jogador dopado mas o resultado permanecer», disse o treinador do clube inglês, criticando os regulamentos que apenas contemplam a desqualificação de uma equipa por doping se houver dois ou mais jogadores a acusar doping.  «Isso significa que eles basicamente aceitam doping», acrescentou. O treinador do Arsenal nos últimos tempos tem denunciado o Doping no futebol, revelando que nenhum dos seus jogadores usou substâncias que poderiam melhorar o rendimento, mas que jogou contra várias equipas que não respeitavam essa filosofia.

Tem sido apontado a equipas mais cotadas do Calcio, como o Milan - Mário Rui, renovou contrato com o Empoli até 2019. O vínculo do lateral esquerdo português, que tem estado em destaque na Série A, terminava no próximo verão e em janeiro seria livre para negociar com quem quisesse, mas o actual 14.º classificado do campeonato italiano conseguiu segurar o defesa.

A época passada fez o mesmo em Março com Ancelotti e depois despediu o italiano passado 2 meses - Florentino Pérez deu hoje uma conferência de imprensa para dar um voto de confiança a Rafa Benítez, considerando que "tem a capacidade" de tirar o máximo rendimento da equipa merengue. "Rafa Benítez tem todo o nosso apoio e toda a nossa confiança. Foi o treinador escolhido pelo seu profissionalismo, trajetória e experiência e tem a capacidade para tirar o máximo rendimento desta equipa, que como sabemos sofreu um desgaste paulatino desde janeiro deste ano", disse o presidente do Real Madrid. Florentino negou ainda que tenha interferido na escolha do 11 frente ao Barcelona, salientando que Benítez tem total autonomia sobre a equipa de futebol. No que diz respeito a Ronaldo, o líder dos merengues negou que o português tenha pedido a saída do treinador e que tenha estado a negociá-lo com o PSG no último fim-de-semana. 

Etiquetas: ,