U. Madeira e Benfica não se entendem; Mourinho só se demite se não tiver jogadores do seu lado

Águias podem encarar uma fase da época a 5 pontos dos rivais (não vai ser fácil arranjar uma data nos próximos tempos), o que pode funcionar como uma pressão extra. Insulares queriam jogar hoje [segunda-feira] e acusam o Benfica de ter forçado o adiamento do jogo

O encontro entre o União da Madeira e o Benfica, da sétima jornada da I Liga, foi adiado para uma data a ser marcada pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional, por não ter existido acordo entre os dois clubes. O presidente do União da Madeira, Filipe Silva, afirmou que "em conversa com o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, ficou, nos termos regulamentares, de ser encontrada uma nova data para a realização do jogo", o que não foi conseguido. O líder dos insulares afirma que o União da Madeira está disponível para "jogar em qualquer data, desde que seja entre duas a quatro semanas, como determina o regulamento", embora continue a achar que a melhor data seria hoje [segunda-feira], recordando que já aconteceu o mesmo na partida com o Vit. Guimarães, apesar de ter sido numa semana de selecções. Filipe Silva disse ainda que "se calhar, para o Benfica, foi ótimo não jogar", não culpando Cosme Machado por esta situação, pois foi "muito pressionado, por uns para não jogar e por outros para jogar".

Ainda tem os jogadores do seu lado (contra o Southampton não pareceu)? - Mourinho está a passar pela sua pior fase como treinador mas não pensa deixar o Chelsea. O português reafirmou que não se demite e que não há ninguém melhor do que ele para tirar os "blues" da difícil situação em que se encontra - apenas o 16.º lugar da Premier League -, no entanto abriu uma excepção: "Vão ter com os jogadores. Se disserem que não confiam em mim, demito-me. Será essa a única razão", disse o português, antes de desafiar os jornalistas: "Podem ir durante toda a semana a Cogham [centro de treinos do Chelsea]. John Terry não vai à seleção, Diego Costa também não, assim como Ramires. Perguntem-lhes", disse Mourinho. 

Etiquetas: , ,