«Smalling é um dos três melhores centrais do Mundo»; Mourinho descansado; Barcelona pode jogar na Ligue 1; MVP começa em grande; Pistons surpreendem; Bulls derrotam Cavs

Concorda? É um sector que neste momento não tem alguém que seja indiscutivelmente o melhor. Uns defendem que é Ramos, outros Varane, Boateng, Pique, Thiago, Pepe, Godin ou até Hummels, mas dificilmente a escolha é consensual.

Wayne Rooney, capitão do Man Utd, não fez por menos e numa entrevista à revista United Review colocou o colega de equipa Chris Smalling «entre os três melhores defesas-centrais do Mundo» na actualidade. Smalling tem sido um dos indiscutíveis de Van Gaal, e, esta época, já por várias vezes foi o melhor em campo dos Red Devils.

O português recebe 50 ME caso seja demitido - José Mourinho voltou a sofrer um revés ao ser eliminado pelo Stoke City na Taça da Liga inglesa mas não se mostra preocupado com o seu futuro. «Não preciso de garantias sobre o meu trabalho. A minha situação geral é fantástica. Tenho um dia de folga esta quarta-feira, uma família fantástica. Posso dormir bem em todas as noites. Vou aproveitar o meu dia e quinta-feira vai ser mais um dia como os que tenho tido nos últimos 15 anos da minha vida – honesto e dedicado», afirmou o treinador do Chelsea.

Faz sentido? - Manuel Valls, primeiro-ministro francês, abriu as portas da Ligue 1 ao Barcelona, caso a independência da Catalunha seja uma realidade. O chefe do executivo de França deu o exemplo do Monaco para defender esta posição. "Ao fim ao cabo o Mónaco também joga na Ligue 1, por isso...", disse Valls, que é "um apaixonado pelo futebol e pelo Barcelona", como confessou ao Journal du Dimanche.

Curry a demonstrar que pretende defender o título de MVP; Gasol pouco se viu no ataque mas foi decisivo com 6 blocos, um deles a 3 segundos do fim - A NBA está de volta e começou logo com o MVP a dar espectáculo. Curry não fez por menos e marcou 24 pontos no 1.º período na vitória dos Warriors frente a uns desfalcados Pelicans por 111-95. O PG acabou a partida com 40 pontos, do lado da equipa de New Orleans (que não teve Asik, Evans e Holiday), Anthony Davis (18 pontos mas apenas 4 lançamentos concretizados em 20) esteve pouco inspirado. Já os Pistons foram a Atlanta vencer por 106-94. Drummond dominou nas tabelas (19 ressaltos) e os atiradores fizeram o resto: Caldwell-Pope marcou 21 pontos, Morris 18, Ilyasova 16. No jogo mais aguardado da noite os Bulls derrotaram os Cavs, por 97-95. A partida, que teve Obama a assistir na 1.ª fila e ainda a dar uma entrevista num desconto, teve uma evolução estranha, já que Chicago (com Mirotic em destaque) teve vários momentos em que ganhou uma vantagem considerável no marcador, mas Mo Williams (19 pontos) e LeBron (25 pontos) iam colocando Cleveland no jogo e perto do fim Love equilibrou o resultado, mas na penúltima posse LeBron levou um abafo de Gasol (que só marcou 2 pontos) e não conseguiu empatar.

Etiquetas: , ,