«Se me despedirem, estarão a despedir o melhor treinador»; Hattrick de Hulk nas assistências; Lacazette dá vitória ao Lyon; Inglaterra cai no Mundial de Rugby


José Mourinho disse, no final da derrota com o Southampton, que não vai abandonar o Chelsea e que se a direcção dos Blues o demitir “estará a despedir o melhor treinador que o clube já teve”. O treinador português, que ocupa o 16.º lugar na Premier League, com oito pontos em oito jogos, deu uma resposta de 7 minutos à única pergunta na flash-interview e além de colocar pressão em Abramovich, voltou a queixar-se da arbitragem (em causa uma situação em que Falcao cava um penalti) e não se coibiu de culpar também os jogadores pela actual situação do Chelsea. "Este é um momento crucial na história do Chelsea. Se me despedirem, estarão a despedir o melhor treinador que alguma vez tiveram. E deixam a mensagem, outra vez, de que o treinador é culpado pelos maus resultados", disse o treinador português após o encontro, deixando bem claro que não irá demitir-se: "Eu não fujo das minhas responsabilidades! Se o clube quer despedir-me, então terá de fazê-lo pois eu não vou fugir", disse Mourinho, em entrevista à Sky Sports, depois de ter criticado os árbitros, insinuando que também foi prejudicado com o FC Porto: Os árbitros estão com receio de tomar decisões a favor do Chelsea. Com 1-1, há um enorme penálti que fica por marcar. É um momento crucial. Se a Federação Inglesa quer castigar-me, podem fazê-lo - não castigam outros treinadores mas podem fazê-lo a mim... -, não há problema. Mas os mesmos jogadores e adeptos não merecem isto. Quando decidem a nosso favor há sempre um ponto de interrogação por parte dos jornalistas, uma crítica. Somos sempre castigados. Até na Champions não nos deram um penálti no último minuto."

O Incrível quando não marca brilha de outra maneira - Hat-trick de assistências de Hulk no Zenit 3-0 Rostov. O brasileiro desmarcou Smolnikov no primeiro golo, marcou o livre que permitiu a Dzyuba fazer o segundo e ainda isolou Danny para o português fechar o marcador. O ex-FC Porto leva agora 6 golos (melhor marcador da competição) e 8 assistências (mais 4 que o segundo classificado) na Premier League russa, continuando a provar que é, por larga margem, o melhor jogador a atuar no país de Putin. Nos outros encontros, o Mordovia de Djaló (saiu ao intervalo com uma má exibição) perdeu em casa frente ao Spartak por 1-0, já o Kuban Krasnodar-Anzhi acabou empatado a 1. Melgarejo, que tem jogado a ponta de lança no Kuban fez o 5.º golo no campeonato em 11 jogos.

Primeiro anfitrião na história a cair na fase de grupos (os ingleses também não tiveram sorte no sorteio) - Enorme desilusão em terras de sua Majestade. A Inglaterra perdeu com a Austrália, por 33-13 e hipotecou as hipóteses de chegar aos quartos-de-final do Mundial de Rugby (o jogo contra o Uruguai vai servir só para cumprir calendário). O público de Twickenham bem puxou pelos anfitriões mas pelo poderio do adversário e principalmente devido à pressão de terem de vencer, fruto do deslize com Gales, a Inglaterra bloqueou no 1.º tempo (ao intervalo perdia por 17-3) e apesar do ensaio de Watson no inicio da 2.ª parte nunca conseguiu ameaçar a Austrália.

O Nice 2-2 Nantes foi adiado ao intervalo por causa da chuva. Destaque para a titularidade de Ricardo Pereira, que tem estado em excelente forma, e de Wallyson, que no entanto foi rendido antes da paragem. Já Germain marcou os dois golos da formação de Claude Puel - O Lyon venceu o Reims por 1-0 em jogo a contar para a 9.ª jornada do campeonato francês e subiu ao 5.º lugar da tabela classificativa. Lacazette, que está um sombra do que foi no ano passado (tem sentido a falta de Fekir), fez o único golo do encontro. Mesmo resultado repetiu o Angers frente ao Bastia (golo de Ketkeophomphone), embora tivessem ainda falhado uma grande penalidade. O Guingamp, para seguir a norma da jornada, também venceu pela margem mínima, mas no terreno do Troyes. Sankhare, aos 81 minutos, deu os 3 pontos à formação de Gourvennec. Já o Ajaccio-Toulouse acabou empatado a 2, com golos de Mayi e Pujol para os recém-promovidos e de Braithwaite e um auto-golo de Sylla para os Téfécé.

Etiquetas: ,