Ronaldo marca mas figura volta a ser Keylor Navas; Sporting falha 24.º título europeu (leões foram goleados pelo Barcelona)

É praticamente impossível ganhar no Palau, não só pela qualidade da equipa catalã mas também por existir alguma protecção da arbitragem. Os leões mesmo assim, apesar da excelente exibição de Egurrola, pecaram em demasia na finalização. No entanto, já não há dúvidas de que é um clube renascido nesta modalidade.

O Sporting foi derrotado no Palau Blaugrana por 5-1 e perdeu a hipótese de conquistar a Taça Continental (equivalente a uma Supertaça Europeia) em hóquei em patins. O Barça, que tinha perdido na primeira mão, por 2-0, deu a volta ainda na primeira parte (Ordoñes, Costa e Lamas) e na segunda metade a reacção leonina esbarrou em Egurrola. Quem aproveitou para aumentar a vantagem foi o campeão europeu, que, com golos de Gual e Paradero sentenciou a final. O melhor que o Sporting conseguiu foi reduzir por João Pinto já no último minuto. Recordamos que os leões, considerando todas as modalidades, tem neste momento 23 títulos europeus: Uma Taça das Taças em Futebol, Uma Liga Europa, Três Taça das Taças e Duas Taças CERS em Hóquei em Patins, uma Taça Challenge em Andebol e 15 troféus em atletismo, 14 Taças dos Campeões Europeus de Corta-Mato e uma Taça dos Campeões Europeus de Pista Coberta.

Tal como com Ancelotti, os Merengues não conseguem controlar os jogos, permitindo que os adversários, por mais débeis que sejam, criem várias oportunidades de golo. Tem valido a Benítez um Keylor Navas a um nível brutal - O Real Madrid bateu o Levante por 3-0, na oitava jornada de La Liga, num encontro em que Keylor Navas voltou a ser figura central e Cristiano Ronaldo somou mais um golo para a sua conta pessoal. Os Merengues começaram a jogar de forma algo tímida, sem boa circulação de bola, criatividade ofensiva e permitindo algumas chegadas do rival perto da sua baliza. Com efeito, logo aos 5 minutos Roger obrigou Keylor Navas a aplicar-se, sendo que aos 26' foi Deyverson que não conseguiu controlar a bola dentro da área, quando estava em boa posição. Mesmo sem jogar bem, os Madridistas fizeram valer o seu maior poder de fogo e aproveitaram duas perdas de bola dos visitantes para fazer o 2-0: primeiro foi Marcelo a roubar  a bola, tabelar com Cristiano e inaugurar o marcador, e 2 minutos depois Kroos assiste Ronaldo para o português disparar de fora da área. Entre ambas as acções, Deyverson cabeceia para uma grande intervenção de Keylor Navas, sendo que aos 37', após perda de bola de Danilo (que, regressado de lesão, fez um mau jogo), Roger dispara para nova defesa do guardião da Costa Rica. Ao intervalo, Benítez trocou o apagado Bale por Lucas Vazquez (não se viu nenhuma queixa física do Galês, pelo que pode ter sido uma poupança), mantendo-se o desafio num ritmo aborrecido, com Ghilas, entretanto em campo, a voltar a obrigar Keylor a defender. Antes do final, tempo ainda para o golo de Jesé aos 82', após bela acção individual.

Etiquetas: , , , ,