"O Bruno é o nosso jogador mais talentoso, mas irrita-me"; FC Porto afinal foi fundado em 1906; Cosme Damião não foi um dos fundadores do Benfica

Declarações muito interessantes da Lenda da Udinese, que comprovam que, por um lado, o jovem Português tem um potencial acima da média (muita técnica, visão de jogo e mesmo remate de fora da área) mas que precisa de aprimorar a vertente mental para singrar ao mais alto nível (é interessante que Rui Jorge lhe venha dando a responsabilidade de ser capitão nos sub-21, talvez mesmo com o intuito de o responsabilizar, fazendo-o ser mais competitivo e compenetrado no jogo)

Antonio Di Natale completa hoje 38 anos. O avançado italiano, um dos melhores marcadores na história da Série A, apesar da idade, não pretende ficar por aqui e numa entrevista à La Gazzetta dello Sport confessou que tem a ambição de marcar mais 10 golos. Sobre a sua Udinese referiu que tem sido complicado lutar contra as adversidades, já que a equipa todos os anos perde alguns jogadores, mas acredita que mais uma vez os Zebrette vão conseguir a manutenção. Já questionado porque é que em campo grita tanto com os companheiros e em particular com o português Bruno Fernandes, respondeu: "O Bruno irrita-me porque é jovem e tem mais talento que qualquer elemento da nossa equipa. O que ele faz com os pés é incrível. Mas de vez em quando acomoda-se, desleixa-se", disse o 6.º melhor marcador na história do campeonato italiano, com 208 golos.

O futebol está cheio de mitos - O historiador Ricardo Serrado defende no livro ‘Mitos do Futebol Português’ que a fundação do Benfica e do FC Porto está envolta em “falsas verdades”, ao contrário do Sporting, cuja génese é documentada “de forma intelectualmente mais isenta”. No livro, que será apresentado em fins de outubro ou início de novembro, em Lisboa, o autor defende que o FC Porto foi fundado em 1906 e não em 1893 - como alega o clube portuense - e que Cosme Damião não foi um dos fundadores do Benfica. “Em 1953 ou 1954 descobriu-se que tinha sido fundada uma coletividade chamada Futebol Clube do Porto em 1893. Não há rigorosamente nada - nenhuma prova, nenhum documento – que comprove que esse é mesmo Futebol Clube do Porto nascido em 1906”, disse Ricardo Serrado à agência Lusa. O autor, licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, advertiu que, “pelo contrário, o que existem é uma série de fundadores de 1906, que mais tarde vêm a público dizer que o FC Porto de 1906 não tem nada a ver com o FC Porto de 1893”. Ricardo Serrado defendeu também que “não há qualquer indício de que Cosme Damião tenha sido fundador do Sport Lisboa”, o clube que está na origem do atual bicampeão português de futebol, na sequência da fusão com o Grupo Sport Benfica. “Não há qualquer referência à presença de Cosme Damião no Sport Lisboa durante 1904, ano em que o clube é criado, em nenhum dos documentos existentes”, assinalou o autor, que também é mestre em História Contemporânea pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Ao contrário do que sucedeu com os rivais lisboeta e portuense, a história da fundação do Sporting, em 1906, está, segundo Ricardo Serrado, “bem documentada, sem celeumas e escrita de forma intelectualmente mais isenta”. “A história do Sporting não tem nenhum mito por desmontar. Tem, por outro lado, a dúvida sobre o traço aristocrático, que é uma realidade. O que não quer dizer que não tenha vindo a ser diluído ao longo do tempo”, notou. Fonte: Agência Lusa

Etiquetas: , , , ,