«Não humilhei o Matic»; Dois jogadores da MLS nos convocados da Itália

Qual é neste momento o 11 mais forte da Squadra Azzurra? Nem o próprio Conte parece saber. Principalmente no meio campo e ataque já alterou a equipa diversas vezes nesta fase de qualificação, tendo utilizado até ao momento 33 jogadores nesta fase de qualificação. A nível individual, apesar da presença de Verratti, a necessidade de ainda ter de recorrer a Pirlo também demonstra que esta selecção está carente de craques (faltam figuras como Baggio ou um Totti com menos 10 anos).

A estreia do jovem craque Domenico Berardi, do Sassuolo, é a principal na lista de convocados da Itália para os dois compromissos referentes à fase de qualificação para o Campeonato da Europa de 2016, frente ao Azerbaijão e à Noruega. Os "MLS" Andrea Pirlo, do New York City, e Giovinco, que tem brilhado no Toronto, também foram chamados, numa lista em que há igualmente a registar o regresso de El Shaarawy, do Monaco. Lista de convocados de Conte: Guarda-redes: Gianluigi Buffon (Juventus), Daniele Padelli (Torino), Salvatore Sirigu (PSG); Defesas: Davide Astori (Fiorentina), Andrea Barzagli, Leonardo Bonucci, Giorgio Chiellini (Juventus), Matteo Darmian (Manchester United), Mattia De Sciglio (AC Milan), Alessandro Florenzi (AS Roma), Andrea Ranocchia (Inter Milan), Davide Santon (Inter Milan); Médios: Andrea Bertolacci, Riccardo Montolivo (AC Milan), Marco Parolo (Lazio), Andrea Pirlo (New York City/EUA), Roberto Soriano (Sampdoria), Marco Verratti (PSG); Avançados: Domenico Berardi (Sassuolo), Antonio Candreva (Lazio), Eder (Sampdoria), Stephan El Shaarawy (Monaco), Sebastian Giovinco (Toronto/EUA), Lorenzo Insigne (Napoles), Graziano Pellé (Southampton), Fabio Quagliarella (Torino), Simone Zaza (Juventus).

O sérvio neste ano cívil tem sido uma sombra do que foi em 2014, sendo que a sua queda coincidiu com o menor rendimento do Chelsea, que já vem a sofrer desde a 2.ª metade da época passada (na altura a margem que tinha é que deu para escamotear, mesmo assim os Blues não escaparam ao rótulo do campeão com o pior futebol na PL) - Nemanja Matic passou por um momento pouco comum. O médio esteve em campo apenas 28 minutos frente ao Southampton, sendo substituído aos 73 minutos para dar o lugar a Rémy, depois de ter sido lançado ao intervalo. No final do encontro, José Mourinho explicou a substituição, garantindo que não humilhou o ex-Benfica. «Não o humilhei, não é esse o caso. Não faço isso a ninguém, seja no futebol ou na vida», disse o treinador dos Blues, acrescentando: "Com os jogadores não está a ser fácil. Eu gosto e confio neles. E sei que são bons jogadores. Mas alguns estão num momento complicado, e Matic é um deles. Ele não tem jogado bem, não tem sido seguro no momento defensivo e está a cometer erros com a bola e no capítulo da decisão", afirmou o português.

Etiquetas: ,