Koeman atira-se a Mourinho; Djokovic arruma Nadal "a brincar"; Hamilton mais próximo do título

Tudo contra Mourinho? Já era o alvo a abater antes de começar a Premier League, e estando na mó de baixo torna-se muito fácil criticá-lo. A inimizade de Wenger não é de agora, mas o francês parece estar a reunir apoiantes na causa contra o português. Koeman criticou o futebol defensivo do "Special One", alcunha colocada pelo próprio e que esta semana mereceu um comentário de Klopp. 

Em entrevista ao Daily Mirror, Ronald Koeman comparou o futebol defensivo do Chelsea com o futebol ofensivo do Arsenal, numa tentativa clara de minimizar José Mourinho. "O Chelsea prefere defender quando atacar é também uma opção. Mourinho escolhe sempre defender, quando o Chelsea faz o 1-0 continua a defender em vez de tentar marcar mais golos. Em oposição, o Arsenal pode 'matar' um adversário'", afirmou. Sobre o jogo com o seu Southampton, o técnico holandês disse não ter gostado das queixas de Mourinho em relação à arbitragem. "Ao defender, o Chelsea dá oportunidade de reação aos adversários. É uma pena que Mourinho tenha chamado a atenção sobre o trabalho do árbitro depois de termos derrotado a sua equipa. Ele queria uma grande penalidade a favor da sua equipa na primeira parte, mas, nesse mesmo período, o Southampton merecia ter duas assinaladas.", explicou. 

A quatro corridas do fim, só um desastre impedirá que Hamilton renove o título - O piloto da Mercedes conseguiu a nona vitória da temporada, sendo o primeiro a terminar o GP da Rússia. Com a desistência de Nico Rosberg, seu companheiro de equipa, a liderança do campeonato é agora ainda maior - 66 pontos de vantagem para Sebastian Vettel (Ferrari), que terminou em segundo e ascendeu ao mesmo lugar na geral. Sérgio Pérez (Force India - Mercedes) fechou o pódio, depois de uma luta intensa com Bottas e Raikkonen.

Uma superioridade incrível do dominador da modalidade, que conseguiu a sétima vitória nos últimos oito encontros frente ao espanhol - Muito fácil para Novak Djokovic. Pelos parciais de 6-2 e 6-2, o sérvio venceu a final de Pequim frente a Rafael Nadal e conquistou o oitavo título da temporada. O espanhol foi incapaz de contrariar a força do sérvio e no final admitiu que Nole está "noutro campeonato". 

Etiquetas: , , ,