FC Porto gastou 6,8 ME em comissões; Internacional holandês falha resto da época

Faz sentido este modelo de negócio? Os "grandes" desembolsam todos os anos pequenas fortunas em encargos adicionais nas transferências.

O FC Porto comunicou no Relatório e Contas que gastou 6,8 milhões de euros em comissões na temporada 2014/15. Este investimento insere sobre as contratações de jogadores como Martins Indi, Brahimi, Aboubakar, Marcano (só pelo espanhol foram 640 mil euros em encargos adicionais), Hernani, Otávio e Evandro, bem como algumas renovações. Já as aquisições desta época - Iker Casillas, Maxi Pereira, Layún, Cissokho, Danilo Pereira, Imbula, André André, Sérgio Oliveira, Corona, Osvaldo, Varela e Bueno - só vão ser contabilizadas no próximo relatório. "Os encargos com serviços de intermediação nas aquisições de passes de jogadores realizados nos exercícios findos em 30 de Junho de 2015 e 2014, bem como na negociação e renegociação dos contratos de trabalho com jogadores, ascenderam a um total de 6.863.545 Euros e 4.829.328 Euros, respectivamente", pode ler-se no Relatório e Contas enviado pelos dragões à CMVM.

Nunca uma semana de selecções provocou tantos estragos; Veremos é como é que os Magpies, que estão numa situação complicada na Premier League, vão reagir -  Tim Krul, guarda-redes do Newcastle e da seleção holandesa, não vai jogar mais até final da temporada devido a uma lesão no joelho. O guardião, de 27 anos, lesionou-se durante a partida da Holanda frente ao Cazaquistão, curiosamente quando nem era para jogar (foi titular devido à lesão de Cillessen, que se lesionou durante o aquecimento).

Etiquetas: