«Fases de construção, bola parada, defensiva, ofensiva, está tudo igual... é o software que eu deixei cá»; Moreirense no fundo; Tondela empata em Arouca; Austrália na final do Mundial



Três ideias que Jorge Jesus tentou passar na conferência de imprensa depois da vitória no dérbi frente ao Benfica, por 3-0:
- "Foram seis anos, é verdade, é verdade que muita coisa que se passa hoje tem a ver com os anos que trabalharam comigo, mas penso que não teve influência. Teve mais por que eu sabia, como é óbvio, tudo o que aquela equipa podia fazer. Sabia eu e sabiam os jogadores do Sporting. Fases de construção, bola parada, defensiva, ofensiva, está tudo igual... é o software que eu deixei cá"
- "Fizemos o suficiente para ganhar por três, podíamos ter ganho por mais. O Benfica não teve uma oportunidade";
- "Em seis anos no Benfica joguei 14 vezes contra o Sporting. Sabem quantas vezes ganhou o Sporting? Uma. Já jogámos duas vezes contra o Benfica e ganhámos as duas. Estamos a melhorar. É isso que temos que fazer."

Foley desta vez este melhor que nos quartos-de-final e fez a diferença, também na defesa ao travar, praticamente dois ensaios argentinos Pumas foram ineficazes, quer no ataque, quer na defesa (especialmente no primeiro tempo) - A Austrália derrotou a Argentina por 29-15 e regressa à final de um Campeonato do Mundo de Rugby 12 anos depois, onde vai defrontar a Nova Zelândia, naquela que é o 1.º duelo na decisão entre os 2 países da Oceânia. A partida começou da melhor forma para os australianos, com dois ensaios nos primeiros 10 minutos (aproveitando dois erros dos sul-americanos). Sanchez ainda foi reduzindo o marcador (6-14), mas aos 32 minutos, apareceu novamente Ashley Cooper para finalizar uma jogada colectiva dos Wallabies. Perto do intervalo, Sanchez voltou a converter uma penalidade, colocando o marcador em 9-19. No segundo tempo, Sanchez e Foley travaram novo duelo nas penalidades, com o sul-americano a marcar por duas vezes, contra apenas uma do australiano (15-22). A Argentina esteve por duas vezes perto de chegar ao ensaio, contudo, os Pumas cometeram demasiados erros no ataque. À entrada dos últimos 10 minutos, Drew Mitchell teve uma arrancada espectacular e serviu Ashley Cooper para o seu hat-trick, colocando ponto final na partida.

Miguel Leal vai resistir? - O Moreirense continua com o estatuto de única equipa da I Liga sem triunfos e agora até desceu ao último lugar, com apenas 3 pontos, fruto da derrota, em casa, frente ao Vit. Setúbal, por 2-0. André Claro, aos 43 minutos, e Fábio Pacheco, aos 85, marcaram os golos dos setubalenses, que subiram provisoriamente ao sexto lugar, com os mesmos 13 pontos do Estoril-Praia; No outro jogo da tarde, na I Liga, o Tondela, agora de Rui Bento, conseguiu o primeiro ponto fora ao empata a uma bola no terreno do Arouca. Romário Baldé, aos 48 minutos, deu vantagem ao Tondela, mas Ivo Rodrigues fixou o empate, aos 60, deixando o Arouca no nono lugar da classificação, com 11 pontos.

Etiquetas: , ,