Ex-FC Porto regressa à Colômbia; Internacional francês fica livre; Mourinho recebe 50 ME se for despedido; Dragões dominam no Andebol

Nem Roman Abramovich comete esta "loucura". Por outro lado, também não é crível que o Special One, com esta "protecção", apesar do 16.º lugar na Premier League, tome a iniciativa de deixar o campeão inglês.

De acordo com a Imprensa inglesa, Mourinho, que tem contrato até 2019, terá de receber uma verba a rondar os 50 milhões de euros se for despedido pelo Chelsea.  O português aufere 13,5 milhões de euros anuais nos Blues, pelo que, como tem vínculo por mais três anos e alguns meses, essa seria a quantia a receber de indemnização.

Custou 2 ME aos azuis e brancos mas saiu a custo zero - O lateral esquerdo Hector Quiñones, que no último Verão rescindiu o contrato que o ligava ao FC Porto, assinou até dezembro de 2016 pelo Deportivo Cali, da Colômbia. Ao serviço dos dragões o colombiano só somou 2 jogos na equipa principal.

No início da pré-temporada, o internacional francês foi castigado pelos Hammers, depois de ter discutido com o treinador croata Slaven Bilic - Morgan Amalfitano é a partir de agora um jogador livre. O médio/extremo rescindiu o contrato que o ligava ao West Ham, anunciou hoje o emblema da Premier League.

Saiu Ljubomir Obradovic mas os dragões continuam a dominar - Depois de terem derrotado o Sporting no domingo, o FC Porto recebeu hoje e venceu o Benfica por 30-25 em partida da sétima jornada do Campeonato Fidelidade Andebol 1, selando a sexta vitória em seis jogos na competição. Os heptacampeões chegaram ao intervalo já a vencer (16-13) e foi com naturalidade que, na segunda metade, asseguraram a vitória frente aos lisboetas e actuais líderes do campeonato, com um ponto de vantagem mas mais um jogo disputado. Os melhores marcadores dos Dragões foram Gilberto Duarte (7 golos), Ricardo Moreira, Yoel Morales e Gustavo Rodrigues (4).

Etiquetas: , , ,