Benfica pede 14 ME a Jorge Jesus... um euro por cada adepto das águias

Postura esperada. Vieira não quer saber de Bruno de Carvalho, muito menos vai demonstrar uma obsessão pelo Sporting, a única preocupação do líder das águias é JJ. É daí que vem o "perigo", na perspectiva de LFV. E é normal que tente desgastar ao máximo o técnico leonino. Quanto aos leões, o clube da Luz vai continuar a ignorar mas tem memória e no futuro pode adoptar o modelo "à FC Porto": Pinto da Costa também menosprezou sempre BdC, mas respondeu de outra maneira, desviando alguns jogadores da Academia leonina.

O Benfica quer processar Jorge Jesus em 14 milhões de euros, que é o dobro do valor exigido na cláusula de rescisão no contrato com o clube. Em causa está uma ação judicial - com 100 páginas - sobre alegados telefonemas do treinador para um funcionário do Sporting que o acusa de levar software que pertencia aos encarnados, avança a revista “Sábado”. O valor que Jesus teria de pagar se a ação se fundamentasse apenas na rescisão de contrato sem justa causa seria de 7,5 milhões de euros, mas os encarnados exigem um pagamento que compense a quebra de “lealdade”, que consideram que deveria continuar vigente já depois da cessação do contrato de trabalho. O Benfica afirma que JJ terá oferecido ao clube de Alvalade “o modus operandi e a tecnologia, os técnicos, os métodos” e, por fim, a sua “intimidade desportiva”. Há, aliás, uma explicação para estes 14 milhões de euros, visto que o clube encarnado baseia-se num estudo de mercado, feito em 2001 pela empresa de sondagens Aximage, que na altura concluiu existirem 14 milhões de adeptos e simpatizantes do Benfica espalhados por Portugal, países de expressão portuguesa e estrangeiro. Contas feitas, o clube encarnado pretende, no máximo, que o treinador do Sporting pague a cada adepto/simpatizante do Benfica um euro.

Etiquetas: