Sr. 50 ME em grande; Liverpool escorrega; Son já dá pontos; CSKA marca 6 depois de estar a perder por 3 e Villas-Boas ainda dá uma ajuda; Mónaco derrubado por equipa de Guerreiro; Arouca empata; Académica = 0 pontos

Imagem: Daily Mail
Nesta fase já ninguém coloca em causa os 50 milhões pagos por Martial. O jovem francês, com a sua técnica e velocidade foi uma dor de cabeça para a defesa dos Saints, especialmente para Virgil van Dijk; E atenção a este Man Utd que a jogar bem ou mal está isolado no 2.ª lugar; Já Rodgers, apenas 13.º, continua a deslizar e com tantos treinadores no mercado não vai ter uma semana fácil; Quem também está a brilhar é o melhor jogador asiático, que apontou 3 golos nos últimos 2 jogos.

Com De Gea a defender assim e Martial a facturar Van Gaal pode sonhar. O Man Utd foi um dos principais vencedores nesta jornada da Premier League ao triunfar no terreno do Southampton, por 3-2. O jogo até parecia que ia ser um passeio para os Saints, que logo cedo chegaram à vantagem por Pellé, tendo o italiano, que estava a massacrar Blind, pouco depois atirado ao poste, mas o Utd conseguiu reagir, numa jogada de insistência chegou ao empate por Martial, e na 2.ª parte um mau passe da defesa do Southampton (que teve Fonte a titular e Cédric no banco) permitiu ao francês bisar. Numa fase em que o Man Utd tinha o encontro controlado foi Mata, na recarga a um remate ao poste de Depay, a fazer o 3-1, mas o Southampton não desistiu, fez o 2-3 pelo inevitável Pellé e esteve perto do empate já nos descontos, mas De Gea tirou um golo que parecia certo a Wanyawa. O Liverpool por sua vez não foi além de um empate (1-1), em casa, contra o Norwich. Os Reds dominaram, fartaram-se de rematar, no principio da 2.ª parte chegaram à vantagem por Ings (que ao intervalo substitui Benteke), mas aos 61' Martin empatou e, apesar da insistência dos anfitriões, o resultado não se alterou, para isso muito contribui uma perdida de Coutinho, que completamente isolado, no 1 contra 1 com Ruddy permitiu a defesa ao guardião do Norwich; Já em Londres, depois do bis na Liga Europa, Heung-Min Son deu a vitória ao Tottenham no derby frente ao Crystal Palace (1-0). Os spurs, que tiveram Dier e o prodígio Delle Ali no meio campo, foram superiores ao adversário e justificaram o triunfo, que só apareceu na segunda parte com um golo do "Ronaldo asiático".

Fim da linha para Viterbo? - Continua o começo de época de pesadelo para a Académica. Os Estudantes perderam o quinto jogo em 5 jornadas disputadas, desta feita em Coimbra, frente ao Boavista, por 2-0. O jogo não podia ter começado melhor para os Axadrezados, já que logo ao primeiro minuto, Zé Manuel, a passe de Nuno Henrique, abriu o marcador. A Académica foi tentando reagir, mas sem grande perigo, e aos 87' Anderson Carvalho, de cabeça, fez o 2-0. Já na Madeira, União e Arouca empataram a zero, tendo a equipa de Norton de Matos somado o sexto ponto e a de Lito Vidigal o oitavo.

AVB já esta a 8 pontos do CSKA (que protagonizou uma reviravolta épica) - O CSKA aumentou a sua vantagem para o Zenit na liderança russa, já que o conjunto da capital bateu o Mordovia por 6-4 e a equipa de São Petersburgo não foi além de um empate (1-1), em casa, frente ao Amkar. Quanto ao encontro do conjunto de Villas-Boas (no qual Danny foi titular e Neto não saiu do banco), este chegou à vantagem  aos 11 minutos, quando Dzyuba deu a melhor sequência a um cruzamento rasteiro de Hulk. O Zenit podia ter aumentado a vantagem aos 33', mas Hulk desperdiçou uma grande penalidade. Na segunda parte, e já depois do Zenit ter falhado algumas chances bastante claras, os visitantes empataram, tirando partido de uma desatenção da defesa do Zenit após um lançamento de linha lateral, com Anene a bater Lodigin na recarga. Até final, Garay ainda esteve perto do golo, mas o empate acabou por se consumar. Já o CSKA sofreu muito mas conseguiu uma importante vitória no terreno do Mordovia, que teve Yannick Djaló a titular. As coisas começaram muito mal para o carrasco do Sporting na Champions, já que aos 15' já perdia por 3-0 e tinha visto Mário Fernandes expulso. Mas, na segunda parte, a equipa reagiu de forma fantástica, com Panchenko a fazer o 3-1 e, já com 10 para 10, devido à expulsão de Djaló aos 55', Tosic e Doumbia empataram. O jogo estava louco, e aos 68', Lutsenko voltou a colocar o Mordovia na frente, mas , já nos últimos 10 minutos, Musa, por duas vezes, e Doumbia marcaram e fixaram o 6-4 final.

A equipa de Jardim, em caso de vitória, até ficava a 3 pontos do primeiro lugar, mas este início de época não tem sido mesmo fácil para o Português - Na sexta jornada da Ligue 1, o Mónaco perdeu em casa com o Lorient por 3-2. Com Ricardo Carvalho, Coentrão, Moutinho e Rony Lopes a titulares (Bernardo começou no banco) no Mónaco e Raphael Guerreiro no Lorient, os visitantes entraram mais fortes e Ndong, aos 12', e Jeannot, aos 18', fizeram o 2-0, antes de Touré, aos 21', reduzir. Jardim não estava satisfeito e, aos 37', retirou Rony Lopes e colocou em campo Bernardo Silva e, logo no segundo minuto da segunda parte, Lemar empatou. Mas aos 59´Moukandjo fez o 3-2 que se manteve até final do jogo (altura em que Ivan também já estava em campo).

Etiquetas: , , ,