Sporting regista lucros de 19,3 ME; Craque do Real a custo zero se fizer 46 minutos em 30 jogos; Djokovic-Cilic e Serena-Vinci nas meias-finais do US Open

O Sporting registou, no exercício fiscal terminado a 30 de Junho de 2015, "os melhores resultados operacionais da sua história, no valor de 23,463 milhões de euros", anunciou o Sporting em comunicado divulgado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). No mesmo período, a SAD leonina reportou um lucro de 19,333 milhões de euros, contra 368 mil euros na época desportiva anterior. "A variação nos resultados líquidos face ao exercício anterior encontra suporte, essencialmente, no forte aumento de rendimentos (proveitos e outros), em quase 13 milhões de euros, bem como numa mais eficiente gestão das transacções com passes dos atletas, que permitiram que gerar um rendimento líquido superior a 17,1 milhões de euros (10,8 no exercício económico anterior)", sublinha o comunicado. Já ao nível dos rendimentos, a SAD 'verde e branca' refere que o aumento verificado, superior a 23 milhões de euros, é justificado, sobretudo, pelo efeito combinado de aumento das receitas provenientes da participação na Liga dos Campeões e Liga Europa, no incremento das receitas com bilhética e no aumento das receitas com publicidade e patrocínios. No âmbito dos gastos, a Sporting SAD revela ter havido no exercício de 2014/15 um aumento, em valor absoluto, dos gastos totais incorridos. "Não ocorreu, contudo, qualquer inversão na política de contenção de gastos, mas, antes sim, uma aposta numa maior dinâmica da atividade, tendo em vista posicionar a Sporting SAD, de forma permanente, entre as melhores equipas portuguesas, da qual decorreu a assumpção de maiores encargos", lê-se na nota.

Boa política (o Barcelona tentou fazer algo parecido com Alen Halilović)? - O Espanyol de Barcelona garantiu o cotado Marco Asensio, do Real Madrid, em cima do fecho do mercado, num empréstimo que até pode sair a custo zero. De acordo com o AS, se o médio ofensivo/extremo jogar 30 partidas como titular e nesses jogos somar pelo menos 46 minutos, o Espanhol não terá de pagar a parcela devida ao Real Madrid pelo empréstimo. No entanto, se tal não se verificar, os valores do pagamento serão variáveis. Quanto mais jogos o craque que levou a Espanha à vitória no último Europeu sub-19 realizar, menos pagará o Espanhol.

Vinci conseguiu a primeira meia-final na carreira aos 32 anos; Cilic, que parece dar-se bem em Nova Iorque, promete complicar a vida ao n.º 1 do Mundo -  Já são conhecidos metade dos semi-finalistas do US Open. No quadro masculino, Djokovic garantiu a passagem depois de vencer o espanhol Feliciano López por 6-1, 3-6, 6-3, 7-6 (7/2). O sérvio vai agora medir forças com Cilic, que derrotou Jo-Wilfried Tsonga com os parciais de 6-4, 6-4, 3-6, 6-7 (3/7) e 6-4. O detentor do título parecia ter o jogo controlado mas ainda foi obrigado a um esforço de 4 horas. Na parte feminina, no duelo entre as irmãs Williams, voltou a vencer Serena (16 vitórias contra 11), que superou a irmã Venus por 6-2, 1-6 e 6-3. A norte-americana, que está cada vez mais perto do Grand Slam, vai agora defrontar Roberta Vinci, que ao derrotar Kristina Mladenovic, por 6-3, 5-7 e 6-4, fez história ao conseguir chegar pela 1.ª vez a uma meia-final de um Major.

Etiquetas: , ,