Sensação de 2014-15 vai parar 6 a 8 meses; Árbitros italianos vão utilizar o Cartão Verde; Nadal faz história pela negativa

Na época passada se o Lyon esteve a discutir o título do PSG quase até ao fim muito o deveu ao talentoso francês. Um médio ofensivo/segundo avançado com uma qualidade técnica fantástica, que só na Ligue 1 marcou 13 golos e fez 12 assistências e formou com Lacazette uma das melhores duplas do futebol europeu, tendo mesmo carregado a equipa durante a ausência do avançado devido a lesão. Veremos agora como é que irá recuperar, sendo certo que este tipo de lesões costumam condicionar a carreira de alguns jogadores.

Péssima noticia para jogador e para o Lyon. Nabil Fekir, que saiu aos 13 minutos no amigável entre Portugal e França, sofreu uma rotura de ligamentos do joelho e deve ficar afastado dos relvados entre 6 a 8 meses. A sensação da Ligue 1 na época passada tinha sido pela primeira vez titular na selecção francesa mas agora ficou já em risco para o Euro'2016. Na perspectiva do Lyon é uma baixa de peso e logo uns dias depois do mercado ter fechado.

História pela negativa a dobrar - Fabio Fognini eliminou Nadal na 3.ª ronda do US Open (parciais de 3/6, 4/6, 6/4, 6/3 e 6/4). Um noite de sonho para o italiano e de pesadelo para o espanhol, que pela primeira vez na carreira, em torneios do Grand Slam, perdeu um jogo em que esteve a liderar por 2 sets a 0. Esta também é a 1.ª vez, desde que ganhou estatuto em 2005, que Rafa termina o ano sem conquistar um Grand Slam. E o espanhol até se costuma dar bem Nova Iorque, nas últimas 5 participações (falhou 2012 e 2014 devido a lesão), tinha conseguido arrecadar o Major em 2010 e 2013, e em 2011 só caiu na final frente a Djokovic.

Faz sentido? - Os árbitros da segunda divisão italiana de futebol vão estrear o uso do cartão verde para recompensar os jogadores com atitudes exemplares de ‘fair-play’. “O cartão verde é uma recompensa para todos os atletas que se evidenciem por atitudes de ‘fair-play’, tanto em benefício do jogo, como do desporto em geral”, explicou o presidente da ‘Serie B’, Andrea Abodi, durante a apresentação do campeonato. Caso um jogador interrompa uma ação ofensiva para auxiliar um adversário lesionado ou reconheça perante um árbitro ter cometido uma falta pode ser ‘admoestado’ com um cartão verde. No final da temporada, o jogador com mais cartões verdes acumulados será premiado, embora a recompensa não esteja ainda definida. Michel Platini, presidente da UEFA e candidato à liderança da FIFA, defendeu também a introdução do cartão branco, cujo objetivo seria a expulsão temporária de um jogador, ao invés do cartão vermelho, em que o jogador é excluído do jogo.

Etiquetas: