Rumo à Bola de Ouro'2015

Desde que Ronaldo e Messi se erigiram como os melhores da sua geração, dividindo entre si a maioria dos galardões individuais, a “rivalidade” entre ambos transfigurou a forma como futebolistas, adeptos e o universo do futebol em geral encaram a Bola de Ouro. Nesse sentido, o Visão de Mercado irá mensalmente (com 2 top's extra no meio e final do Ano, com pontuações a dobrar) indicar num ranking aqueles que mais fizeram para conseguir o prémio de melhor jogador do Mundo de 2015 com critérios bem ponderados, ilustrando uma espécie de corrida entre as várias estrelas do futebol mundial. A ideia passa por atribuir uma pontuação aos jogadores que mais se destacaram nesse mês para que no final deste ano civil seja possível, de uma maneira justa, eleger aqueles que foram verdadeiramente os melhores.

Um mês de abertura de algumas ligas que proporcionou várias destaques (nomes como Sako, Kolarov, Éder ou Fekir também podiam ter figurado neste Top). Mas tendo em conta a maneira como o individual contribuiu para o sucesso coletivo, este é o "Rumo à Bola de Ouro'2015" de Agosto:

1.º Henrikh Mkhitaryan - 7 jogos, 7 vitórias, 8 golos marcados e 6 assistências. Que mês bombástico para o craque do Dortmund. O ex-Shakhtar já tinha dado um "cheirinho" daquilo que podia fazer na ponta final da época passada, mas este começo, a jogar sobre a ala esquerda, surpreendeu tudo e todos.
2.º David Silva - O melhor jogador da Premier League até ao momento. Se o City segue 100% vitorioso na competição muito o deve ao mágico espanhol, que vai liderando a equipa no ataque. Jogando numa zona mais central, Silva ofereceu (em 4 jogos) 4 golos a marcar, faturando mesmo no primeiro jogo diante o WBA.
3.º Douglas Costa - Uma transferência com um preço que parecia algo desajustado (Alex Teixeira, por exemplo, teve uma época superior), mas que até agora tem convencido, até os mais críticos. O extremo brasileiro pegou de estaca na equipa e também ele leva 1 golo e 4 assistências em 5 encontros, sendo mesmo o principal desequilibrador da turma de Pep Guardiola, numa fase onde Robben parece fora da forma.
4.º Yaya Touré - A época passada foi de menor fulgor para o costa-marfinense, mas, e apesar de ter sido várias vezes "posto fora" do Etihad na janela de transferências, parece querer provar que continua a ser um dos melhores médios do planeta. Também peça fulcral nas 4 vitórias do City este mês, marcou 1 golo e assistiu para outros dois. 
5.º Thomas Müller - Melhor marcador da Bundesliga por larga margem, e um quebra-cabeças para qualquer defesa jogando como vagabundo no ataque de Guardiola, Müller é por estes dias um dos destaques do arranque de época. 5 golos em 3 jogos no campeonato, falhou apenas a vitória na Supertaça (frente ao Wolfsburgo) para estar presente no Top-3.
6.º Lionel Messi - O astro argentino ainda não começou a faturar para o campeonato (o Barcelona acabou por vencer os dois jogos), mas foi decisivo na Supertaça europeia com 2 golos e uma assistência e marcou também na Supertaça espanhola, apesar do seu golo no ter valido de nada (o Athletic acabou por levar o troféu para casa).
7.º Blaise Matuidi - Assistiu contra Lille e Mónaco, marcou contra Ajaccio e Montpellier e foi destaque ainda na Supertaça vencida, com um esclarecedor 2-0 frente ao vice-campeão Lyon. Resumindo, 2 golos, duas assistências, um mês recheado só com vitórias e uma presença influente no meio campo dos parisienses.
8.º Pierre-Emerick Aubameyang - Marcou e/ou assistiu em todos os encontros do mês, terminando o período com uns registos impressionantes de 7 golos e 3 assistências. Muito assediado pelo Arsenal no verão, decidiu continuar o seu percurso na Alemanha, onde, jogando como referência no ataque, tem colocado as defensivas contrárias adormecidas nas suas teias.
9.º Aritz Aduriz - Dizimou o Barcelona na Supertaça espanhola com um hatrick na 1.ª mão e um golo em Camp Nou que hipotecou de vez as hipóteses dos catalães conseguirem o sexteto. Aos 34 anos o avançado, que ajudou o Athletic a quebrar um longo jejum, parece ainda ser uma opção muito válida, e não só ao nível do jogo aéreo (onde é dos mais fortes do Mundo).
10.º Riyad Mahrez - A grande sensação neste arranque da Premier League 2015-16. Foram 4 golos em 4 jogos, que permitiram ao Leicester chegar ao final de Agosto num excelente 3.º lugar.


Etiquetas: