Ronaldo não apareceu, mas Benzema garantiu o 1.º lugar; Carlos Carvalhal brilha em Inglaterra

Ronaldo depois de 8 golos em 2 jogos voltou à fase inicial, com exibições pouco produtivas, não só ao nível da finalização como no que acrescenta ao jogo (foi o elemento menos do ataque merengue, inclusive voltou a evidenciar as suas lacunas no 1 contra 1 mesmo na recepção); Já Kovavic, com uma excelente prestação promete dar uma boa dor de cabeça a Benítez, ainda para mais numa fase em Kroos continua longe do que apresentou em 2014-15.

O Real saiu por cima no sempre complicado San Mamés (primeiro triunfo no novo estádio dos bascos) e aproveitou a derrota do Barcelona em Vigo para assumir a liderança da La Liga. Um triunfo frente ao Athletic, por 2-1, complicado mas justo e que valoriza a boa exibição dos merengues na 1.ª parte e o rendimento individual de Modric, Varane, Kovacic e Benzema. Depois de um controlo inicial, o Real chegou à vantagem aos 19 minutos por intermédio de Benzema, que aproveitou uma oferta da defesa Basca na sequência de um pontapé de baliza para inaugurar o marcador, mas apesar das boas oportunidades para ampliar o marcador - Iraizoz (grande defesa a remate de Kovacic) esteve bem nesta fase -, o resultado não se alterou até ao intervalo. No 2.º tempo o jogo foi diferente, o Athletic, sempre a fazer uso do seu futebol mais físico e principalmente da força nas bolas áreas foi apertando, o Real também recuou em demasia, e, curiosamente, numa transição, os anfitriões chegaram mesmo ao empate, com Sabin a bater Navas, que ainda não tinha sofrido golos esta época. No entanto o empate durou pouco.  Passado 3 minutos, Modric de maneira brilhante isola Isco, que assiste Benzema, para o 2-1. O golo desmoralizou os bascos, que apesar das tentativas já pouco incomodaram Navas tendo pertencido ao Real nos últimos minutos os melhores lances para marcar, mas Ronaldo (1.º por incapacidade no 1 contra 1 e depois devido a uma má recepção, quando se podia isolar) não aproveitou para colocar o seu nome no marcador.

Os Magpies estão num péssimo momento (Steve McClaren parece ter os dias contados), mas é um grande dia para Carvalhal - O Sheffield Wednesday provocou uma das maiores surpresas da III ronda da Taça da Liga Inglesa ao ir ao St James' Park eliminar o Newcastle (1-0). O 14.º classificado do Championship, orientado por Carlos Carvalhal, derrotou o emblema da Premier League com um golo de McGugan, numa partida em que Semedo, Marco Matias e Lucas João foram titulares.

Etiquetas: ,